furniture-wooden-stylish-chair-for-an-order.jpg

Produção em novembro recua 1,3% e sinaliza mais um ano de queda

Desde que o IBGE iniciou a pesquisa de produção industrial de móveis, em 1999, ou seja, há 22 anos, em 11 anos foi registrada queda no nível de produção. Os mais significativos recuos ocorreram em 2015 (14,6%) e 2016 (11,0%). Por outro lado, as maiores altas foram registradas em 2006 (8,4%) e 2010 (10,8%).

Nos últimos 10 anos o nível de produção de móveis recuou 25,0%, segundo os dados do IBGE.

Nos 10 anos anteriores (2001 a 2010) a produção de móveis no país havia aumentado 26,8%. Portanto, significa dizer que a produção em 2020 foi praticamente a mesma de 2001.

E os dados até novembro de 2020 antecipam que, pelo terceiro ano consecutivo, o setor fecha em queda. Em 2018 o recuo foi de 0,3% e em 2019, de 0,1%. Até novembro de 2020 a queda é de 5,2%.

Veja abaixo quadros da produção de móveis mês a mês e acumulado janeiro-novembro de 2020 com dados do IBGE:

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato