Sala_mobly_friends.png

Apelo emocional é o segredo dos móveis inspirados em série

Pois é, você não leu errado, o nosso título é uma referência à clássica sitcom norte-americana Friends. No ano em que a série completa seus 25 anos desde a exibição do primeiro episódio, os fãs foram surpreendidos com coleções de mobiliário inspiradas, principalmente, na sala do apartamento de Monica Geller – o local em que os seis amigos mais se reuniam quando não estavam no Central Perk, o Café mais famoso da televisão. Mas não foram só os apaixonados por Friends que ficaram felizes com a possibilidade de recriar seus cenários favoritos na própria casa. A Ikea, por exemplo, também investiu em uma mobília muito parecida com a sala de Os Simpsons e de uma das queridinhas da Netflix, Stranger Things.

No final de maio deste ano, muitos fãs da cultura pop ficaram enlouquecidos ao receber a notícia de que a maior varejista de móveis do mundo, a sueca Ikea, havia lançado uma ação publicitária chamada “Real Life Series”, recriando em 3D as salas de Friends, Os Simpsons e Stranger Things. A empresa não fez menção ao nome das atrações, mas a inspiração era evidente, e o mais interessante era o fato de que os móveis utilizados eram da própria marca e poderiam ser adquiridos pelos clientes, ou seja, os cenários serviam para colocar o mobiliário dentro de contextos muito populares, chamando a atenção do público e dando a ele a oportunidade de recriar esses cenários dentro da sua própria casa ao fazer essas combinações que remetiam à decoração dos ambientes famosos.

Apesar de, na época, da ação da Ikea muitos fãs brasileiros ficarem chateados por não conseguirem comprar esses móveis, em meados de julho, a Mobly – que ficou muito conhecida por ser um e-commerce de móveis e decoração – anunciou que estava abrindo a sua loja física e que iria contar com três espaços instagramáveis fazendo referência aos cenários de Friends (a sala do apartamento de Monica), Toy Story (o quarto de Andy) e Os Simpsons (sala da família), agradando os aficionados por séries que estavam carentes de ações semelhantes no Brasil.

A coordenadora de merchandising, Nicole Santini, explica como funciona essa ação da Mobly. “Quando estávamos acertando os detalhes sobre a loja física, definimos que ela seria interativa, tanto na forma em que o cliente tem acesso ao preço dos produtos e se depara com painéis, totens e QRCodes com informações, como com ambientes em que as pessoas pudessem tirar fotos e divulgar nas suas redes sociais, marcando a nossa loja. Assim nasceu a ideia dos ambientes instagramáveis, em que montamos três cenários diferentes e que chamam a atenção (independente da campanha) para que aconteça essa interação, e o melhor, usando móveis e acessórios que estão à venda”.

Nicole segue sua explicação contando como os primeiros temas foram escolhidos. “Quando fizemos nosso brainstorm (termo que resume várias ideias lançadas com o intuito de escolher a melhor), pensamos em ambientes em que nossos clientes não se imaginariam, mas quisessem estar. Depois de muitas ideias escolhemos Toy Story pensando no público mais infantil, Friends para os jovens e O Simpsons para um público um pouco mais velho, pois acreditamos que eles são bem populares e têm uma ligação com essas gerações”, analisa.

Por quase 90% dos objetos usados nos três ambientes terem sido garimpados no próprio site da Mobly, Nicole diz que o aumento da venda deles, especificamente foi grande. “A ação, em si, trouxe uma boa visualização por conta das postagens, o que reverteu em visitas e vendas, principalmente dos móveis e acessórios que foram inseridos nos três contextos, pois acabaram fazendo mais sucesso”, comenta. Acrescentando que a exposição permanecerá por mais um mês além do programado, “era para ficar durante três meses, mas devido ao sucesso estendemos por mais um e depois trocamos os ambientes”.

Clicando aqui você tem acesso a reportagem completa.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato