berneck_obras.png

Berneck intensifica obras, mas início da produção vai atrasar

Apesar de ter retomado os trabalhos de terraplanagem, em ritmo intenso há uma semana, a Berneck iniciará sua produção de MDF em Lages (SC) com atraso em relação aos planos iniciais. A previsão é de que a fábrica entre em funcionamento em abril ou maio de 2021 (antes a previsão era para janeiro), por conta da demora na emissão da primeira Licença Ambiental de Instalação (LAI), que atrasou em quatro meses as horas.

O gerente de implantação da Berneck, Silvio Novelli, explica que existem algumas pendências formais do Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA/SC) com relação à Licença Ambiental de Instalação (LAI) da planta de serrados, o que deverá ser equacionado nos próximos dias. Para esclarecer, há duas LAIs – uma para o MDF e outra para a serraria, com o intuito de se obter o rápido andamento das obras. “Este assunto foi discutido na manhã de terça-feira (27 de agosto) com o departamento jurídico da Berneck, e a expectativa é de que esta LAI específica esteja emitida no prazo de três semanas, extraoficialmente, pois ainda não há confirmação”, pontua Novelli.

A empresa teve de renegociar seu cronograma com os fornecedores para entrega de equipamentos, para que haja um local apropriado para estocar as máquinas de grande porte.

O prefeito de Lages, Antonio Ceron, se mostrou otimista com a chegada da Berneck. “As pessoas que passam pela 116 podem ver o retrato do progresso, um trabalho de excelência e referência, com investimentos de envergadura e que devem gerar centenas de postos de trabalho, renda para as famílias, fomento à qualificação de mão de obra e desenvolvimento econômico para o município”, declarou.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato