Cacador_evento.jpg

Campanha quer valorizar os setores de móveis e madeira em SC

Dia 26 de novembro foi realizado em Caçador, o lançamento oficial de uma campanha de valorização do setor de móveis e madeira. O evento é uma parceira da Federação das Indústrias do Estado de Santa Catarina (FIESC) com o Sindicato da Indústria da Madeira de Caçador (SIMCA).

A campanha tem como slogan: “Onde tem madeira tem tecnologia, tem emprego e tem desenvolvimento”. A campanha está disponível em outdoors, busdoor, marketing digital, rádio e outros. O setor de Móveis e Madeira congrega os segmentos de desdobramento de madeira, fabricação de produtos de madeira e fabricação de móveis.

O jantar empresarial do setor da madeira teve a presença de Gilberto Seleme, primeiro vice-presidente da FIESC, Leonir Tesser, vice-presidente regional Centro-Norte da FIESC, Daniel Tenconi, gerente executivo Sesi e Senai, Aurélio de Bortolo, presidente do Sindicato da Indústria da Madeira de Caçador, equipe técnica do SENAI, imprensa, lideranças e empresários de Caçador e região.

A FIESC, por meio do SENAI lançou um curso exclusivo, atendendo demanda das indústrias. O curso técnico em processamento da madeira tem o propósito de alavancar a produtividade da região, proporcionando profissionais mais qualificados.

O vice-presidente regional Centro-Norte da FIESC, Leonir Tesser destacou que o setor em Caçador é referência internacional e o curso técnico em processamento da madeira vai favorecer ainda mais os processos produtivos. “Temos que aproveitar a expertise e estrutura do SENAI para melhorar processos na indústria. São recursos que estão disponíveis para as indústrias, para melhorar a qualificação dos trabalhadores. Nosso trabalho é com a madeira, obtida de forma sustentável, que garante emprego e renda para milhares de pessoas. E somos um grande produtor e fornecedor para todos os mercados”, declarou.

O primeiro vice-presidente da FIESC, Gilberto Seleme destacou os investimentos que estão sendo feitos nas unidades do SENAI para favorecer ainda mais a qualificação dos trabalhadores das indústrias. “É com satisfação que a FIESC é parceira do Sindicato nesta campanha de valorização. Estamos realizando investimentos nas unidades para melhorar a aprendizagem. O SENAI trabalha por demanda, atendendo a indústria. Temos a floresta aqui e toda uma estrutura para produzir o melhor produto e temos que valorizar a madeira. Temos que mostrar nossa qualidade de ensino, com o curso técnico que foi criado para atender as demandas das indústrias, para qualificar o trabalhador”, comenta.

Aurélio de Bortolo, presidente do Sindicato da Indústria da Madeira de Caçador, afirma que a indústria de base floresta de Caçador possui o melhor design de madeira do mundo, além de outras atuações de grande destaque em mercados internacionais. “Somos referência e nosso desafio agora é valorizar este trabalho. As empresas de base florestal são certificadas, ambientalmente corretas, realizam investimentos constantes em tecnologia e inovação. Agora, precisamos divulgar tudo isso. Mostrar que o setor é um grande destaque e que busca ser mais competitivo”, afirma.

 

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato