colibri_vista_aerea.png

Colibri Móveis comemora 30 anos e prepara sucessão no comando

A Colibri Móveis inicia 2021 comemorando os seus 30 anos de mercado. A empresa de Arapongas (PR) foi fundada em 09 de janeiro de 1991 e, desde então, vem traçando uma trajetória de sucesso e respeito. Por isso, um trabalho de médio prazo vem sendo feito para que o novo CEO assuma o cargo e mantenha o histórico da empresa, além de trazer inovação e empreendedorismo para os próximos anos.

Em entrevista concedida à Móveis de Valor, José Lopes Aquino, CEO da Colibri, e seu filho e futuro sucessor Guilherme Pitta Lopes Aquino, contaram um pouco mais sobre o respeito conquistado ao longo dos anos no mercado moveleiro, a aceleração trazida pela pandemia e a troca de comando que está por vir.

Para começar, José Aquino fala sobre a receita para manter a empresa tendo sucesso por 30 anos. “A perseverança é muito importante, não se abater diante das dificuldades e saber aproveitar os momentos que permitem bons resultados são fundamentais para permanecer tanto tempo assim no mercado”.

É claro que a solidez financeira também é de extrema importância, mas algo que os dois empresários fazem questão de salientar são os valores seguidos pela Colibri. “Desde a sua fundação que a Colibri tem os valores bem definidos e que são passados aos funcionários. Honestidade, responsabilidade e compromisso nos levaram a fazer boas parcerias e a construir um time qualificado que entrega produtos de qualidade”, explicam.

Como diz Aquino, são 30 anos de desafios vencidos, inclusive o do ano passado, quando uma pandemia mudou algumas perspectivas, trouxe incertezas, mas também acelerou alguns processos importantes. “Podemos dizer que a pandemia funcionou como um curso intensivo de gestão, em que tivemos de por em prática mais cedo o que já estávamos planejando em termos de digital, busca de soluções e implementação de novas ações. E tudo isso aconteceu sob estresse, mas foi muito válido, nos trouxe aprendizado e ajudou ainda mais a preparar o Guilherme para seu futuro cargo”, avalia o fundador da empresa.

“A falta de chapas de madeira no final do ano passado até nos fez frear um pouco as ações e projetos, o que ajudou a continuarmos fazendo as coisas em seu devido tempo”, acrescenta Guilherme.

A Colibri já vem se preparando há algum tempo para a mudança na gestão e, para isso, conta com uma gerência jovem para trazer mais renovação, possibilidades e mais “gás”. “Estamos formando um time coeso e com capacitações bem alinhadas, que realizam grandes discussões e apresentam boas soluções. Acredito que o Guilherme comandará uma equipe com um perfil de gestão muito parecido com o dele e isso nos deixa confiantes com o futuro”, comenta Aquino.

Quando for assumir o cargo de liderança da Colibri (em cerca de um ano), Guilherme Aquino será responsável por uma empresa que vem passando por um reposicionamento e que está se alinhando aos novos tempos e mercado. “Como já dissemos, o ano de 2020 acelerou alguns processos que já tínhamos a intenção de fazer, como a atuação maior no digital e o fato de não termos mais nossa linha de dormitórios e focarmos somente na linha de sala de estar, por enquanto”, conta o futuro CEO.

“O interessante é que não precisamos mudar a direção, a pandemia acelerou os processos que já estávamos pesquisando e colocando em prática, mas espero empreender mais no nosso próprio negócio, trazer novidades, quem sabe explorar um mercado novo, uma nova linha de móveis ou trabalhar com um outro país”, acrescenta Guilherme, que se diz feliz com a oportunidade e ciente de toda sua responsabilidade.

leia: PELO SEXTO MÊS SEGUIDO VENDA DE MÓVEIS NO VAREJO SOBE FORTE

Atualmente trabalhando como diretor de operações, o sucessor de Aquino fala sobre uma importante mudança que aconteceu na forma de agir da Colibri. “Nós passamos a colocar o cliente no centro dos negócios, demonstrando empatia e buscando atender as necessidades não só dos varejistas como do próprio consumidor final. Ter um parque fabril moderno e fazer produtos de qualidade é só a base de um bom negócio”.

Mas não é porque seu filho está sendo preparado para ser o novo CEO da Colibri que Aquino deixará de atuar na empresa, ele diz que será presidente do conselho e continuará acompanhando o trabalho de perto, aliás Guilherme também reforça o desejo de ter a companhia de seu pai na empresa por muitos anos.

“Depois de completarmos 30 anos de mercado só podemos agradecer todos os nossos colaboradores internos, que passaram ou ainda estão na empresa, os parceiros, representantes e todos aqueles que fazem parte do processo. Hoje nós não somos uma empresa formada por uma família, mas sim por várias, são cerca de 140 funcionários diretos, e não podemos deixar de agradecê-los”, diz Aquino.

E a programação de comemoração do aniversário da Colibri é extensa, o primeiro evento, que aconteceu no dia 08 de janeiro, foi voltado aos colaboradores internos, mas a “festa” só termina no dia 25 de fevereiro com uma grande live de seis horas com fornecedores e repleta de palestras, comemoração e agradecimentos.

*Por Natalia Concentino, jornalista

empresa

Colibri Móveis

A Colibri - Móveis do Brasil atua na fabricação de mobiliário residencial, produzindo racks, estantes e dormitórios que aliam design moderno, qualidade de matéria prima e acabamento.