Montagem.png

F.A. e Castor doam colchões para associações paralímpicas

Inciativa faz parte de campanha em parceria com a Dow e INER – Instituto Nacional de Estudos do Repouso, a fim de reforçar a importância do uso de colchões certificados e que levem tecnologias para garantir melhores noites de sono e de mais qualidade de vida aos atletas.

Uma noite bem dormida faz toda diferença para a saúde e bem-estar. Além disso, dormir confortavelmente por tempo adequado reduz a atividade da adrenalina no corpo, impedindo que ele permaneça em estado de alerta e melhorando performance esportiva tanto de amadores como de atletas.

Atenta à importância da escolha do colchão certo para contribuir para um bom sono dos praticantes de esportes, a Castor doou colchões e travesseiros para a Associação Desportiva para Deficientes (ADD), instituição sem fins lucrativos fundada em 1996 com objetivo de fomentar o desenvolvimento e inclusão de pessoas com deficiência por meio do esporte.

‘’Movidos ao nosso sentimento olímpico de incentivo ao esporte e de sempre procurar ajudar e patrocinar atletas de nosso país, nada melhor do que apoiar nossos atletas paralímpicos, que tornam essa missão ainda mais social e grandiosa, que é o que nos move a investir e doar para que tudo isso funcione cada vez melhor. O esporte brasileiro merece o nosso incentivo”, ressalta Hélio Antonio Silva, CEO do Grupo Castor.

Nas Paralimpíadas de Tóquio, três atletas da ADD participaram das competições. Um deles é Yeltsin Jacques, que alcançou o lugar mais alto do pódio nos 1500 e 5000 metros da classe T11 (de pessoas com deficiência visual). O outro é Vinicius Rodrigues, que garantiu a prata nos 100 metros rasos na categoria T63 (atletas com amputação ou deficiência nos membros superiores). Já Ariosvaldo Fernandes, ou Parré, como é popularmente conhecido, ficou em quarto lugar na prova dos 100 metros da classe T53 (competição em cadeira de rodas) e em oitavo lugar na prova dos 400 metros da classe T53.

Para Eliane Miada, diretora de gestão e fundadora da ADD, a doação da Castor chegou no momento importante. “Depois de 18 meses (devido à Covid-19), os profissionais de basquete em cadeira de rodas e atletismo de outros estados retomaram a atividade presencial aqui em São Paulo. Para isso, foi necessário reorganizar uma nova moradia para eles e os colchões e travesseiros que tínhamos estavam velhos, pois ganhamos bem antes de desfazer das casas por causa da pandemia. Então, esses novos itens vão ajudar esses atletas a terem um melhor descanso para que no dia seguinte estejam recuperados a fim de enfrentarem uma rotina intensa de treino, tanto físico como tático, que chegam a 8 horas diárias”.

Já a F.A. Colchões doou colchões para a Associação Maringaense de Voleibol Feminino (Amavolei), entidade que nasceu em 2000 acreditando que a atividade de voleibol seria de suma importância para introdução esportiva de crianças e adolescentes até a espera da idade profissional, sendo formadas para que a cidade de Maringá (PR) possa se destacar nessa modalidade. “Sabemos da importância do dormir bem para a recuperação dos atletas e, claro, em consequência da melhoria na performance, e por isso fizemos a doação para Amavolei, que participará pela primeira vez da Superliga Feminina de Vôlei 2021/2022”, destaca Luiz Castro, diretor comercial e marketing da F.A. Colchões.

De acordo com Leonardo Augusto Drugovich, presidente da Amavolei, a doação da F.A. Colchões foi importante, pois permitiu modificar todo o dormitório do alojamento dos atletas juvenil e adultos, inclusive da equipe profissional. “Ter esses itens novos vai ser fundamental para proporcionar um sono de qualidade dos nossos profissionais e, consequentemente, os ajudará a melhorar seu desempenho nas competições”.

leia: VEJA COMO A EMMA REVOLUCIONOU O MERCADO MUNDIAL DE COLCHÕES

Benefícios do sono de qualidade

Entre os benefícios de ter um sono de qualidade para praticantes de esporte estão: equilíbrio das funções hormonais, regulação do apetite, fortalecimento da imunidade, restauração do organismo, melhora na qualidade dos treinos e concentração, além de ajudar a controlar o estresse e a instabilidade emocional. Já para atletas, também colabora no sentido de diminuir erros, lesões, velocidade de reação, a fim de ter maior precisão e pontaria, mais rapidez, melhores reflexos e melhor performance generalizada.

No entanto, a falta de atividade física e de sono de qualidade podem prejudicar a memória, concentração, desempenho intelectual e até o humor e, consequentemente, a performance nos treinos ou na competição pode cair muito. Isso sem falar das consequências futuras, ou seja, colaborando no aparecimento de doenças como diabetes, obesidade, pressão alta, problemas cardíacos, baixa resistência e até mesmo o prejuízo da sexualidade.

Pensando nisso, a Dow, Parceira Olímpica Mundial e Companhia Química Oficial dos Jogos Olímpicos, reuniu o INER – Instituto Nacional de Estudos do Repouso e os fabricantes F.A. Colchões e Castor em uma campanha que reforça a importância do uso de colchões certificados pelo programa de qualidade Pró-Espuma e de tecnologias em Poliuretano para a fabricação de espumas de alto desempenho em prol da durabilidade do produto, saúde do sono e de mais qualidade de vida.

Para saber mais detalhes da iniciativa é só clicar aqui

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato

Você já conhece e segue nossas redes sociais?