policlass.png

Fábrica de móveis chega ao ES e deve gerar 100 empregos

Com um investimento da ordem de R$ 2,35 milhões, a Policlass, empresa especializada em acessórios para casa e banho, anunciou a instalação de uma nova fábrica no município de São José do Calçado, no sul do Espírito Santo. O empreendimento deve criar até 100 empregos diretos.

A unidade industrial produzirá itens como assentos e móveis para banheiro e também atenderá a novas demandas do mercado, conforme comunicado realizado na segunda-feira (19) pelo governo do estado. A companhia lançou, na última sexta-feira (16), a pedra fundamental para a construção da fábrica durante solenidade promovida pelo Executivo capixaba.

Segundo o diretor-presidente da Policlass, Rene Ivan Buchler, a decisão de instalar a fábrica no município foi tomada em função do ambiente econômico propício, do incentivo fiscal estadual, além da logística favorável.

Ele destaca que há grandes fornecedores de matéria-prima no estado e a localização da cidade ajudará a companhia na etapa de distribuição da produção, além de permitir que o retorno do investimento seja rápido com a redução de custos.

“Fui bem recebido no Espírito Santo, apresentei um projeto de investimento com as demandas necessárias para a implantação e não houve dificuldade. Tenho boas perspectivas para a nova unidade. As obras começarão em quatro ou cinco meses e a operação após o prazo de seis meses, disse Buchler.

Quanto à geração de empregos diretos e indiretos, de acordo com a empresa, a instalação da unidade está estimada em três etapas. Na primeira, a estimativa é a geração de 30 empregos e, até a última etapa, de 70 empregos diretos.

leia: JURO MENOR PARA PEQUENAS EMPRESAS? PROJETO GARANTE ISSO

A empresa foi contemplada pelo Programa de Incentivo ao Investimento no Estado do Espírito Santo (Invest-ES), destacado pelo secretário de estado de inovação e desenvolvimento, Tyago Hoffmann, como um importante mecanismo de atração de novos negócios.

“Para atrair investimentos, o governo estadual tem uma política de incentivos tributários capazes de estimular empresas a ampliar projetos, expandir negócios e gerar oportunidade para as regiões. A chegada de uma indústria no município terá reflexos positivos, já que serão criados postos de trabalho desde a instalação até a operação da unidade, o que movimentará a economia e estimulará o crescimento da cidade, atraindo novos negócios.

(Com informações Governo do Estado do Espírito Santo)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato