equipamento_CNC.jpg

Fabricação digital em madeira: mobiliário feitos com CNC

O aumento da automação (processos mecanizados) dentro das etapas de materialização arquitetônica, tem visto uma notável aceleração nos últimos tempos, graças ao surgimento e desenvolvimento de ferramentas de fabricação digital. Essas ferramentas, tais como impressoras 3D, robôs de montagem ou cortadores a laser, permitiram o aperfeiçoamento das etapas de construção, proporcionando vantagens significativas relacionadas à otimização dos recursos, maior precisão e maior controle.

No caso específico da madeira, as ferramentas digitais de fabricação mais frequentemente utilizadas são as máquinas fresadoras, ou Routers CNC (Controle Numérico Computadorizado). Estas ferramentas permitem a interpretação de desenhos vetoriais 2D ou mesmo modelos 3D, convertendo-os em códigos de coordenadas que controlam as ações da ferramenta. Desta forma, as CNC ou fresadoras permitem, a partir de arquivos digitais (que podem ser feitos em softwares de design amplamente conhecidos, como o AutoCad), cortar madeira de forma fácil e rápida, deixando as peças prontas para serem montadas e combinadas em obra.

Entre as vantagens de automatizar os processos de corte e modelagem de peças de madeira estão a otimização do tempo, a redução das necessidades de mão-de-obra, o aumento da precisão em geometrias complexas e a possibilidade de reduzir ao mínimo o desperdício de material. Além disso, a ampla difusão de desenhos de código aberto, prontos para serem trabalhados em máquinas CNC, contribuiu para potencializar essas vantagens. Os chamados projetos open source permitem aos usuários baixar arquivos que foram criados e aperfeiçoados por várias pessoas on-line, personalizá-los e adaptá-los às suas necessidades particulares e depois enviá-los diretamente para as máquinas CNC (que cortarão as placas de madeira dos arquivos em um FabLab ou em uma oficina externa). Isto permite às pessoas em qualquer lugar do mundo materializar os desenhos (em geral, de objetos e móveis) de uma forma tão simples quanto enviar um arquivo PDF para impressão. Projetos de código aberto preparados para fabricação digital usando máquinas CNC permitem, entre outras coisas, conectar designers com produtores e clientes locais, eliminando intermediários e reduzindo custos de importação e transporte.

A versatilidade de formas que podem ser obtidas a partir do corte CNC, aliada às vantagens de outros processos de fabricação destinados a gerar peças mais fortes e duráveis (como a madeira NLT, madeira laminada cruzada CLT ou a madeira laminada colada, MLE ou Glulam) nos faz acreditar que as possibilidades oferecidas pela madeira como material arquitetônico são inesgotáveis. A fim de ilustrar alguns exemplos de aplicação, apresentamos abaixo três projetos localizados em vários países da América Latina, que utilizam métodos de fabricação digital de móveis:

leia: SACOS DE CIMENTO VAZIOS VIRAM MATÉRIA-PRIMA PARA MÓVEIS

Mobiliário / Objetos

Mountain Nazca / mar arquitectos + xamploo

Localização: Cidade do México, México
Ano: 2017

"A materialidade, a fabricação e os métodos de construção foram concebidos especialmente devido ao tempo de execução que o projeto teve que alcançar. Fabricação digital para controlar a produção com o maior número possível de peças montáveis, diminuindo assim o tempo de construção e permitindo-nos ir mais fundo no projeto. Cada detalhe de cada montagem já previamente planejada. Uma pré-fabricação quase na sua totalidade".

Mountain Nazca / Mar Arquitectos + Xamploo. Imagem © Camila Cossio

 

Youse / Estudio Guto Requena

Localização: Bairro Itaim Bibi, São Paulo, Brasil
Ano: 2017

"Youse foi inspirada nos laboratórios de fabricação, incorporando a matéria-prima das chapas de compensado CNC. As salas de madeira foram projetadas para reunir equipes multidisciplinares para projetos especiais. Localizados em todo o piso e com capacidade para 12 pessoas, esses espaços são sistemas semi-abertos que proporcionam privacidade para as equipes, ao mesmo tempo em que são acessíveis às áreas de descanso".

Youse / Estudio Guto Requena. Imagem © Leonardo Finotti

 

Restaurante DECK / RAMA estudio

Localização: Quito, Equador
Ano: 2018

"A fim de otimizar ao máximo o uso de materiais, todo o desenho de móveis foi feito para minimizar o desperdício de material, reduzir os tempos de fabricação e minimizar o transporte de peças. Usando fabricação digital, mais de 65 painéis de compensado foram cortados com máquina CNC, otimizando 85% a 95% de cada painel. Isto reduziu o uso de material e os custos ao mínimo necessário".

Restaurante DECK / RAMA estudio. Image © JAG estúdio

 

(Autora: Belén Maiztegui, publicado por archdaily.com.br)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato