BentoFoto_Jeferson_Soldi.jpg

Faturamento do polo de Bento Gonçalves alcança estabilidade

O polo moveleiro de Bento Gonçalves (RS) começa a mostrar sinais de uma gradual retomada. Conforme dados levantados pela Inteligência Comercial do Sindmóveis, o faturamento acumulado de janeiro a julho de 2020 foi de R$ 1,1 bilhão nas indústrias do polo, que inclui cerca de 300 empresas nos municípios de Bento Gonçalves, Monte Belo do Sul, Pinto Bandeira e Santa Tereza. O cenário é considerado de estabilidade, com crescimento nominal de 0,3% em relação ao mesmo período de 2019.

Já nas indústrias moveleiras do Rio Grande do Sul como um todo, com faturamento de R$ 3,89 bilhões, é verificada uma queda nominal de 5,9% em relação ao mesmo período de 2019. Embora os meses de março e abril tenham sido os piores meses da história para a indústria moveleira de Bento Gonçalves, a partir de maio o setor iniciou uma reação cujos resultados positivos foram registrados especialmente nos últimos dois meses.

Se forem considerados em termos reais, a indústria ainda tem queda na produção e faturamento. Cabe destacar as muitas incertezas no ambiente econômico derivadas da pandemia e seus efeitos que ainda serão sentidos no segundo semestre. “Aos poucos, as indústrias da região começam a estancar as perdas do ano, mas ainda é cedo para comemorar uma reação mais consistente”, pondera o presidente do Sindmóveis, Vinicius Benini.

leia: IMPACTO DA PANDEMIA em COLCHÕES TEM EFEITOS LIMITADOS

De acordo com o Sindmóveis, com a retomada gradual da produção moveleira, também apareceram algumas dificuldades no setor, como os atrasos no abastecimento de insumos e os altos custos das matérias-primas. Além do fornecimento de chapas, a indústria de móveis depende de componentes como ferragens e hardware, tintas e vernizes, revestimentos, adesivos e colas, papel, papelão, embalagens, ferramentas e serras e outros insumos de madeira.

Os números devem seguir melhorando nos próximos meses, mas ainda se espera que fechem o ano negativos em termos reais. O desempenho do setor moveleiro depende de uma reação mais consolidada da demanda interna e externa e a velocidade de retomada da economia. O ano de 2020 ainda deve registrar a pior queda do PIB da história brasileira, sendo que uma retomada mais consistente é esperada apenas em 2021.

O Sindmóveis Bento Gonçalves vem buscando apresentar oportunidades de negócios aos seus associados desde o início da pandemia, com palestras e fóruns online cujo objetivo é apresentar à indústria moveleira canais de vendas alternativos e formas de acesso a eles. E o sindicato ainda garante que os consultores de inteligência e estratégia da entidade estão à disposição para o agendamento de assessorias individuais com associados. Além dos fóruns e webinares sobre oportunidades de negócios no mercado internacional e e-commerce, também estão sendo realizados cursos rápidos sobre plataformas de informações de mercado gratuitas como ComexStat e Trademap.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato