confident-man-is-standing-in-a-business-suit-on-the-background-of-a-stock-exchange-hologram.jpg

Produção de móveis sobe em março mais de 35%

Em março de 2021, a produção industrial caiu 2,4% frente a fevereiro, na série com ajuste sazonal. Frente a março de 2020, a indústria avançou 10,5%, sétima taxa positiva consecutiva nessa comparação e a maior desde junho de 2010 (11,2%). A indústria acumula alta de 4,4% no primeiro trimestre de 2021, intensificando o ritmo de crescimento frente ao último trimestre de 2020 (3,4%). O acumulado em doze meses (-3,1%) teve o recuo menos intenso desde abril de 2020 (-2,9%).

A indústria de móveis se descolou completamente da média da indústria de transformação e cresceu em março em quase todos os indicadores, exceto na produção do mês em relação ao mês imediatamente anterior, que recuou 9,3%. É importante lembrar que em fevereiro a produção já havia recuado 0,4% na comparação com janeiro.

Mas, foi na comparação com março de 2020 que o indicador surpreendeu, com alta de 35,8%, o maior índice da história desta pesquisa. Com este desempenho, os dados se tornaram mais positivos também no acumulado do trimestre, com elevação de 14,7%. Nos dois primeiros meses do ano a alta foi de 6,4%. E, pela primeira vez nos últimos 12 meses o índice anual alcançou terreno positivo, com 0,5%.

leia: PREÇOS DE MÓVEIS NA INDÚSTRIA SOBEM QUASE 30% EM 12 MESES

Veja abaixo os quadros sobre o desempenho da indústria moveleira nos últimos 12 meses, considerando a variação mês/mês, sobre igual mês do ano anterior, acumulado do ano e dos últimos 12 meses:

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato

Você já conhece e segue nossas redes sociais?