Veja galeria de fotos acima

Tecido de folhas destaca móveis criados por curitibanos

Ambientes estéreis e frios, nos quais a tecnologia e a robótica ganham campo em detrimento ao elemento natural e humano. Se este cenário, à lá “2001: uma Odisséia no Espaço” é o que vem à mente quando você pensa em futuro, saiba que está enganado.

Pelo menos é o que apontam Mauricio Noronha e Rodrigo Brenner, designers à frente da Furf, estúdio de design que levou o nome de Curitiba para o mundo ao assinar projetos que rompem o status quo e angariam os mais importantes (e cobiçados) prêmios internacionais do setor. O mais novo deles não foge à regra e apresenta algo que muitos poderiam ter como pouco provável: um material alternativo ao couro animal feito a partir de folhas de orelha de elefante, planta comum encontrada na flora e nos jardins brasileiros.

Coleção "Outono", assinada pelos designers curitibanos, é a primeira fabricada com o material natural. Batizado de beLEAF, o material foi desenvolvido pela empresa Nova Kaeru, do Rio de Janeiro, e reveste o estofamento das duas banquetas e do banco que compõem a coleção.

“Este material é fascinante, pois une o melhor da inteligência humana à inteligência ancestral da natureza. Desenhamos os móveis com a intenção de mostrar ao mundo o potencial dele”, explica Rodrigo. “Ele é poético, mais humano e mais acolhedor. E isso combina muito mais com o futuro. Percebemos o futuro como uma mistura entre ele, o passado e o presente. O futuro é o natural-industrial. E é essa a combinação que está aí”, acrescenta Mauricio.

(com informações da Gazeta do Povo)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato