Notícias

Views 923

Um furo na parede pode salvar uma criança

Buraco feito com bucha e parafuso para segurar móveis altos pode evitar acidentes


A cada meia hora uma criança se machuca gravemente por falta de um simples furo na parede. Esse dado pode parecer bobagem, mas é real e fruto de um estudo realizado nos Estados Unidos, que esclarece um problema vivido em todo o mundo. O furo, no caso, trata-se de um buraco feito com bucha e parafuso para segurar móveis altos, que podem, por qualquer motivo eventual, cair em cima das crianças.

 

O perigo aumenta mais quando bebês que estão engatinhando começam a se apoiar em móveis que não estão bem presos na parede. Sendo assim, a peça acaba tombando por cima da criança ferindo-a gravemente ou até mesmo tirando sua vida.

 

Um exemplo que ilustra a situação é o caso da pequena Meghan que tinha apenas três anos e acabou perdendo a vida por ter sido sufocada com uma cômoda de 70 quilos que caiu sobre ela. Esse caso não é o único. Nos EUA há em média 33 mil casos semelhantes de crianças que acabam sendo hospitalizadas por esse tipo de acidente.

 

Testes comprovam o risco de acidentes que móveis sem fixação podem causar

 

Um órgão de pediatras americanos faz apelos aos pais para fazer esse simples furo e prender os móveis na parede e, assim, poupar os pequenos de acidentes que podem ser fatais.

 

Para se ter ideia de como esse acidente é prejudicial ao corpo frágil de uma criança, uma TV de tubo que cai sobre uma criança de um ano tem o mesmo impacto de uma queda de um prédio de 10 andares caindo sobre um adulto. Se a TV for de tela plana, o peso que pode cair sobre elas equivale a 900 quilos. Esses são dados da U.S. Consumer Product Safety Comission.




Continue recebendo as melhores informações do setor moveleiro

ASSINE NOSSA NEWS