cliente_irritado.jpg

Cliente esmurra móveis em loja após esperar um mês por produto

Um autônomo de 31 anos teria esmurrado móveis e um fogão em uma loja de departamentos no centro da cidade paulista de Mogi das Cruzes, na terça-feira (27).

Na delegacia, ele contou que ficou nervoso porque espera há mais de um mês por um armário que comprou na loja, mas ainda não o recebeu. 

Os guardas municipais relataram na delegacia que estavam em patrulhamento pelo centro da cidade quando foram acionados para atender à ocorrência de um homem que estava nervoso no estabelecimento e "quebrando tudo". 

Ao chegarem no local, encontraram o autônomo com a mão sangrando. Os agentes foram informados de que o cliente havia comprado um armário na loja, há mais de um mês, e havia recebido um produto diferente do que comprou. Ele foi até a loja para resolver a situação, mas acabou se irritando. 

leia: EM MEIO À PANDEMIA, O QUE SE PODE ESPERAR DA BLACK FRIDAY 2020

O gerente da loja foi à delegacia e relatou a mesma versão que apresentou aos guardas municipais. Ele contou ainda que a situação do cliente foi encaminhada à central da loja. O funcionário disse também que o autônomo rasgou a sua camisa ao segurá-la e empurrá-lo. 

O autônomo, por sua vez, disse que havia ido à loja pela quarta vez, quando recebeu um mau atendimento, por isso se irritou. Ele negou ter esmurrado os móveis. Confirmou apenas ter dado um murro em um fogão. Ele contou ainda que o gerente também o segurou pela camisa. 

O caso foi registrado como dano ao patrimônio. A Polícia Civil requisitou perícia ao local. O homem foi liberado após o depoimento.

(Com informações de O Diário)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato