e-commerce-link-building-760x400.png

Compras pela internet disparam em março

Diante da crise causada pelo avanço do coronavírus, fazendo com que inúmeras lojas físicas fechassem recentemente por tempo indeterminado, o número de compras online aumentou bastante nos últimos dias, de acordo com os dados apresentados pelo Compre & Confie, na segunda-feira (23).

Segundo os números apresentados pelo Compre & Confie – empresa especializada em inteligência de mercado focada no e-commerce, foi registrada uma alta de 40% nas vendas feitas pela internet no Brasil durante os primeiros 15 dias de março.

As categorias de consumo que foram diretamente impactadas, registrando um número significativo de vendas, foram saúde (111%), supermercados (80%) e beleza e perfumaria (83%), no primeiro bimestre de 2020. Esses dados estão inclusos em um relatório apresentado pela empresa em parceria com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), que os compara diretamente com o mesmo período do ano anterior.

"A tendência é que o cenário continue dessa forma, com consumidores mais engajados nas compras à distância e movimentando o consumo de categorias relacionadas às necessidades básicas do dia a dia e de prevenção da covid-19", afirmou à imprensa André Dias, diretor executivo do Compre & Confie e coordenador do Comitê de Métricas da camara-e.net, principal entidade multissetorial da América Latina.

Para Mauricio Salvador, presidente da ABComm, as empresas precisam buscar presença digital. "É possível começar a vender online de forma rápida e simples, sem a necessidade de investimentos massivos. As empresas que não levaram seu modelo de negócios para a internet estão em desvantagem, correndo riscos de sobrevivência", declarou ao Uol.

Segundo ranking do E-commerce Brasil, produzido em parceria com a consultoria Netrica, os maiores sites de compras pela internet no Brasil são Mercado Livre, Americanas, Amazon, Magazine Luiza e Casas Bahia.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato