koerich_lojas.jpg

Koerich vai inaugurar 10 lojas em Santa Catarina

A rede Koerich, que atua no varejo, vai inaugurar dez lojas em diferentes municípios catarinenses até o fim deste ano. Uma delas será em Joinville. As outras unidades serão construídas em Florianópolis, Blumenau, Lages (duas), Penha, Ituporanga, Luiz Alves, Tubarão e Jaguaruna.

Em Florianópolis e em Lages haverá estabelecimentos no conceito megaloja, com maior variedade de itens. Até agosto, a Koerich já tinha inaugurado quatro unidades no Estado. O processo de expansão é coordenado pelo diretor administrativo Sergio Koerich (foto)

.

- A rede Koerich tem uma meta anual de abertura de novas lojas. Com a pandemia, reduziu um pouco a velocidade dessas novas aberturas, e agora julgamos que este é o momento de seguir em frente dando um voo mais longo, passando a ampliar a área de cobertura de nossas lojas físicas. Toda nossa decisão é pautada na demanda, seja ela fruto do nosso relacionamento digital com os clientes, bem como do potencial econômico e de mercado.

Segundo ele, no segundo semestre a rede chegará em três cidades que ainda não contavam com lojas físicas: Lages, Jaguaruna e Ituporanga. A justificativa é de serem locais com grande flexibilidade econômica e com um mercado pujante e ascendente.

leia: amazon inaugura maior centro de distribuição do brasil em sp

A megaloja é pet friendly. Os animais de estimação dos clientes são bem-vindos. Além dos produtos já tradicionais oferecidos pelo Koerich ao mercado, a mega loja traz uma ampliação de mix, com novos departamentos como utilitários, eletro portáteis, utensílios de cozinha, eletrônicos, automotivos, brinquedos e linha baby. O consumidor pode mobiliar a casa toda em um só lugar. O executivo analisa: “O futuro do varejo são as relações de proximidade e a antecipação das necessidades. O omnichanel é importante, fortalece a nossa abrangência, mas conhecer esse novo cliente que nasce neste cenário, que busca produtos com valor agregado e identificação com os propósitos da empresa se fazem cada vez mais latentes. Neste cenário desafiador, as lojas de bairros tornaram-se grande aliadas. Com o isolamento social, os atendimentos nos bairros permitem que os clientes façam as compras com menor distanciamento de casa”, conclui Sérgio Koerich.

Por Loetz – nsc total

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato