ycasa-processo.jpg

Loja de móveis de Cuiabá faz B.O. contra clientes

A loja de móveis Ycasa resolveu tomar uma atitude inesperada depois de receber reclamações de clientes que confirmam pagamento, mas não receberam seus produtos ou serviços. A empresa resolveu denunciar os clientes que publicam reclamações sobre ela em redes sociais.

As publicações contra a loja, localizada na Avenida Presidente Marques, no Bairro Quilombo, em Cuiabá, foram realizadas no grupo do Facebook “Aonde não ir em Cuiabá”, criado para que clientes que se sintam lesados possam contar o que sofreram e impedir que mais pessoas tenham o mesmo problema com as empresas. Vale ressaltar que o grupo também dá a oportunidade de a empresa responder e corrigir possíveis erros.

A primeira publicação contra a Ycasa foi no dia 15 de novembro. Uma cliente afirmou ter pagado mais de R$ 1 mil à vista por uma mesa, com a promessa de que seria entregue em 15 dias, mas que já fazia três meses da compra e não havia recebido o produto.

A publicação teve mais de 140 comentários, vários deles de outros clientes que também diziam ter sido lesados.

A empresa então se pronunciou pela conta do perfil oficial no Facebook afirmando que os problemas com diversos clientes teriam ocorrido devido a um incidente na antiga loja da empresa, mas que vinham tentando resolver a situação.

Por fim, a empresa fez questão de dizer que “a loja alerta a população que injúria, difamação e semelhantes são crimes, tal como sua propagação, há penalidades”.

Pouco depois, porém, outra publicação surgiu no grupo de reclamações, que logo foi apagada, a pedido da proprietária da empresa, que foi acatado pela cliente reclamante.

Na última segunda-feira (9), no entanto, a mesma cliente fez uma nova reclamação no grupo, afirmando ter dado várias chances para a empresa se redimir, como prazos para entrega do produto ou o dinheiro de volta, mas que, agora, o dono da empresa somente a bloqueava no aplicativo WhatsApp e a havia ameaçado de registrar um boletim de ocorrência contra ela por estar tentando falar com ele.

A jovem publicou prints de conversas com o dono da loja. E, mais uma vez, vários clientes, que também se sentiram lesados, comentaram a publicação.

Representantes da Ycasa responderam a publicação com quase a mesma resposta dita anteriormente, justificando os atrasos e dificuldades com um incidente na antiga loja e repetindo que “injúria, difamação e semelhantes são crimes”.

No fim da noite da última segunda-feira (9), o dono da empresa, de 33 anos, procurou uma delegacia e registrou um boletim de ocorrência contra as duas clientes que reclamaram por não receber os produtos comprados, nem o dinheiro de volta.

No documento, ele contou novamente sobre o incidente na antiga loja e afirmou ter devolvido os valores às clientes, mas que as duas reclamantes estão “difamando” a loja em redes sociais.

Ainda segundo o relato do dono da empresa, uma das clientes teria ainda ameaçado ir até a loja e “retirar móveis, colocar fogo e levar amigos para fazer algazarra”, conforme consta no boletim de ocorrência.

O caso foi registrado como difamação contra a loja e, também, contra o proprietário e deverá ser investigado pela Polícia Judiciária Civil.


(Com informações do Livre)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato