madeiramadeira_(2)_copy.jpg

MadeiraMadeira é considerada novo unicórnio brasileiro

O e-commerce de móveis MadeiraMadeira anunciou, na manhã desta quinta-feira (7), que recebeu um aporte de U$ 190 milhões liderado pelo conglomerado japonês SoftBank e a gestora brasileira Dynamo. Esse investimento milionário fez com que a empresa fosse avaliada em mais de 1 bilhão de dólares, o que a eleva ao nível de unicórnio, deixando-a ao lado de seletas startups como Nubank, Wildlife e Creditas.

A última captação da empresa havia sido em 2019, em rodada de 110 milhões de dólares liderada também pelo SoftBank. Segundo Paulo Passoni, sócio do fundo, o novo aporte reforça o compromisso do SoftBank com a visão de longo prazo do negócio. “Desde o nosso primeiro investimento, o time de gestão da MadeiraMadeira entregou tudo o que prometeu e a nossa confiança neles continua a crescer”, afirmou o gestor em entrevista à Exame.

Trajetória de sucesso

A MadeiraMadeira foi fundada em 2009 por Daniel Scandian, Marcelo Scandian e Robson Privado, que foram registrando conquistas desde então. Atualmente a empresa passou de um e-commerce de móveis para um marketplace com mais de 1 milhão de itens e nove lojas físicas espalhadas pelo país. Nos últimos cinco anos, o negócio cresceu dez vezes, tendo dobrado de tamanho em 2020.

Segundo o que foi publicado pela Exame, para o presidente Daniel Scandian, o título de unicórnio traz mais responsabilidades em relação aos investidores, mas isso não o impede de celebrar a conquista ao lado dos 1.300 funcionários da empresa. “Começamos do zero, pegamos dinheiro emprestado com parentes para investir 300.000 reais em um negócio que hoje vale mais de 1 bilhão de dólares. Temos que comemorar”, afirma.

E o aporte milionário vem logo depois de um ano em que o e-commerce brasileiro teve um grande crescimento, principalmente no setor de móveis, cujas vendas online cresceram 107%, de acordo com dados da Neotrust/Compre &Confie. Novamente vemos os resultados positivos gerados ao comércio de itens para a casa depois do início do isolamento social, em que as pessoas passaram a ficar mais tempo em suas residências e a investir nelas.

leia: E-COMMERCE BRASILEIRO DEVE CONTINUAR CRESCENDO EM 2021

O plano do novo unicórnio

Em conversa com a Exame, representantes do novo unicórnio brasileiro falaram sobre os planos para o futuro nesta nova condição e o que ainda precisa ser ajustado. “Com a nova injeção de capital, a MadeiraMadeira pretende acelerar algumas estratégias que estão em curso para tentar diminuir gargalos do negócio, como a logística. Em 2018, após uma transportadora parceira perder quase 30.000 encomendas na Black Friday, a empresa decidiu que era hora de investir em um braço próprio de logística, batizado de Bulky Log. Cerca de 18 meses depois, já foram inaugurados 14 centros de distribuição, o que vai permitir a partir deste mês que a companhia disponibilize seu serviço de entrega para os vendedores do marketplace. Os sócios não descartam aquisições para acelerar essas transformações”, diz um dos trechos da reportagem.

O que também se sabe é que outra parte dos recursos será aplicada na recém-lançada marca própria de móveis da empresa, que tem cerca de 400 itens. Inspirada por modelos de varejistas de fora do país, a startup desenvolve produtos fáceis de montar em casa e com preço mais baixo que a média. A meta é que os itens correspondam a aproximadamente 50% das vendas próprias da companhia no e-commerce até o final de 2021.

Outro ponto que já vem sendo trabalho pela paranaense é a expansão da rede de lojas físicas, como já noticiamos no final do ano. Até então, a empresa conta com lojas físicas em Curitiba, mas o objetivo é espelhar showroons por todo o Brasil.

leia: AMAZON COMPRA 11 AVIÕES PARA SUA FROTA DE ENTREGA NOS EUA

Futura abertura de capital

“Estamos trazendo novos investidores que se concentram no mercado de capitais. Junto com os atuais, eles serão a combinação certa para nos ajudar a superar nossas metas e as melhores práticas de governança da categoria”, afirma Marcelo Scandian, cofundador e diretor financeiro da empresa, em entrevista à Exame.

Antes de ir a mercado, a startup está focada em escalar as frentes de negócio que abriu — por isso, não pretende fazer novos lançamentos em 2021. Neste ano, a projeção é que o negócio cresça entre 80% e 100%. “A partir de 2022, temos bastante coisas na manga para lançar”, diz Daniel Scandian.

(Com informações da Exame)

empresa

MadeiraMadeira

Criada em 2009, a MadeiraMadeira é a maior loja online especializada em produtos pra casa do Brasil. Um modelo híbrido entre e-commerce e marketplace que possui mais de 400.000 artigos. Dividida em 9 áreas, a empresa conta com 500 funcionários e está sediada em Curitiba.