magazine-luiza-1170x783.jpg

Magazine Luiza anuncia medidas para lidar com a crise

O Magazine Luiza anunciou, na terça-feira (07), que deve adotar algumas medidas para lidar com os efeitos futuros da crise causada por conta da pandemia do coronavírus. Apesar de dizer que a companhia ainda está confortável em termos de liquidez, contratos serão renegociados, haverá redução da folha salarial e captação de recurso para preservar o caixa, já que não se sabe ainda qual será a dimensão da crise.

O conselho de administração da companhia aprovou a emissão de mais de 800 milhões de reais em debêntures. E os contratos estão sendo amplamente renegociados com fornecedores diretos e indiretos a fim de reduzir custos e aumentar os prazos de pagamentos.

Como já vinha afirmando antes, o Magazine Luiza disse que manterá o compromisso de preservar empregos, mas que deve usar os recursos assegurados pela Medida Provisória emitida pelo Governo, em que contratos podem ser suspensos por até 60 dias e pode haver a redução das jornadas de trabalho e dos salários em até 70% por até três meses. O restante dos salários, conforme prevê a MP, será complementado com recursos federais do seguro-desemprego.

Já no alto escalão da empresa, os executivos terão corte efetivo de salários.

empresa

Magazine Luiza

O Magazine Luiza é uma das maiores lojas de varejo do país, com 53 anos de história e mais de 600 lojas distribuídas em 16 Estados brasileiros. Quem compra no Magazine Luiza conta com diversos produtos, como eletrodomésticos, celulares, móveis, notebooks , tablets, TVe vídeo, além de muitas outras opções.