queda_na_producao.png

Produção de móveis cai em abril, mas acumula alta de 27% no ano

Pelo terceiro mês seguido a produção de móveis recua na comparação com o mês imediatamente anterior. Em abril a queda foi de -6,5% na comparação com o mês anterior; março registrou recuo de -8,7% e fevereiro, de -0,9% na mesma base de comparação.

Porém, este comportamento não prejudicou o resultado da produção acumulada de janeiro a abril em relação ao mesmo período de 2020. A alta é expressiva: 27,3%. Outro dado importante na pesquisa do IBGE é o índice de abril na comparação com abril do ano passado, no caso o primeiro mês de fábricas fechadas por conta da pandemia. A alta bateu em 113,6%. Mas é importante lembrar que em abril de 2020 a queda na produção chegou a 58,7%. Portanto, a alta agora só repõe a perda anterior.

leia: SETOR MOVELEIRO DE SC BUSCA ALTERNATIVAS PARA MATÉRIA-PRIMA

No acumulado de 12 meses o índice é positivo em 9,3%, sinalizando um ano com bons resultados, provavelmente não apenas recuperando as perdas do período de pandemia, mas agregando um adicional importante no volume de móveis produzido.

Veja abaixo o quadro com o desempenho da produção mês a mês entre maio de 2020 e abril de 2021:

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato