Vista_aerea_da_Unicasa.jpg

Receita de vendas da Unicasa cresce 48% no terceiro trimestre

Destaques do período

• Crescimento de 48,0% na receita líquida

• Lucro operacional de R$10,2 milhões

• Margem EBITDA de 20,6% (-2,8 p.p)

• Margem líquida de 12,0% (-0,6 p.p.)

• ROIC de 22,2% (+2,7 p.p. vs 2T21).

 

Com número de lojas praticamente estável desde o ano passado, o desempenho positivo de 48% de alta na receita de venda no 3º trimestre é puxado pelas lojas abertas em ambos os períodos comparativos. Destaque para o desempenho da exportação, que cresceu 132%, atingindo 17% da receita líquida do trimestre. Este crescimento foi impulsionado, além do melhor desempenho das lojas nos Estados Unidos, pela entrega de dois projetos corporativos, um em Punta del Este, Uruguai e outro em Nova Iorque, Estados Unidos.

Ao analisarmos o crescimento da receita ao longo de 2021, percebe-se fortes níveis de crescimento nos períodos comparativos (54,8% no 1T21, 65% no 2T21 e, agora, 48% no 3T21). Esses efeitos se devem ao impacto da pandemia ao longo dos primeiros nove meses de 2020. Não esperamos que se repitam no 4T, que foi o período mais forte do ano passado.

As despesas operacionais, cresceram 39%. O aumento das despesas é ocasionado, principalmente, devido ao aumento das despesas variáveis atreladas à exportação, assim, como o aumento no quadro de pessoal realizado no Brasil para suportar o crescimento da empresa no mercado norte americano. O arrefecimento dos impactos da pandemia possibilitou a retomada dos investimentos em publicidade, que aumentaram neste trimestre.

É importante ressaltar, que a despesa com publicidade ainda está abaixo da normalidade, principalmente, devido a algumas ações ainda estarem suspensas devido à pandemia, como por exemplo as ações com arquitetos, que envolvem visitas à fábrica e premiações em viagens.

leia: PRODUÇÃO DE MÓVEIS RECUA EM SETEMBRO MAS ACUMULA ALTA NO ANO

A margem bruta reduziu 1,5 p.p. neste trimestre. Conforme comentado nos releases anteriores, o setor moveleiro ainda tem sentido o impacto do desbalanceamento da cadeia produtiva, o que resulta em aumentos de preços e, algumas vezes, quebra no abastecimento. A Companhia tem trabalhado para minimizar a perda de margem, seja mediante negociações estratégicas com fornecedores, como também por meio de aumentos de preços. Visando reduzir o impacto disso aos revendedores e clientes, a Unicasa passou a oferecer aos seus lojistas um sistema de manutenção de preços mediante adiantamento de valores. O efeito dessa medida pode ser observado na linha de adiantamento de clientes, que atingiu R$61,7 milhões no 3T21, enquanto era R$17,8 milhões no 3T20. Naturalmente que, a manutenção do preço ao cliente reflete nas margens da Companhia.

Em contrapartida, observa-se o aumento de mais de 400% na receita com aplicações financeiras. Cerca de R$0,6 milhão do incremento é oriundo do aumento do caixa em decorrência do aumento dos adiantamentos de clientes, que se somado ao lucro bruto reduziria a queda da margem para 0,5 p.p. Assim, o resultado operacional atingiu R$10,2 milhões, ante um resultado de R$7,4 milhão no 3T20, crescimento de 37,5%. A margem EBITDA foi de 20,6%, -2,8 p.p. e o ROIC anualizado atingiu 22,2%, +2,7 p.p.

(Com informações do Balanço da companhia)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato

Você já conhece e segue nossas redes sociais?