venda-moveis-fevereiro-2018.jpg

Volume de venda de móveis em fevereiro registrou alta de 8,2%

Em fevereiro de 2020, o volume de vendas do comércio varejista nacional cresceu (1,2%) frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, após queda de 1,4% em janeiro.

Na série sem ajuste sazonal, o comércio varejista assinalou aumento de 4,7% em fevereiro de 2020 frente ao patamar de vendas de fevereiro de 2019. Vale citar que fevereiro de 2020 (18 dias) teve dois dias úteis a menos que fevereiro de 2019 (20 dias).

No acumulado do primeiro bimestre de 2020, contra igual período do ano anterior, o varejo avançou 3,0%. A taxa anualizada, indicador acumulado nos últimos doze meses, ao registrar crescimento de 1,9% em fevereiro 2020, permaneceu praticamente estável pelo terceiro mês, já que em dezembro de 2019 e janeiro de 2020 havia registrado o valor de 1,8%.

Comércio de Móveis

O volume de venda de móveis em fevereiro registrou alta de 8,2% na comparação com igual mês de 2019. O acumulado do ano ficou em 9,1% e a taxa anualizada subiu de 6,7% em janeiro para 6,9% em fevereiro. O ritmo das vendas era o melhor que o setor poderia esperar, sinalizando o melhor ano desde 2013.

A receita nominal de vendas também se mostrou positiva em fevereiro com alta de 6,6% em relação a igual mês do ano anterior, deixando a taxa anual com elevação de 7,8% e a taxa anualizada em 8,6%, 0,3 ponto percentual menor do que a taxa verificada em janeiro.

Mais importante do que os números gerais, era o desempenho de São Paulo, o maior mercado do País. Em fevereiro a alta no volume de venda de móveis quase bateu nos 40% na comparação com igual mês de 2019. Esta era a melhor sinalização de um ano promissor que acabou sendo derrotado pelo vírus chinês.

Veja abaixo quadro das vendas por região em fevereiro:

 

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato