Venda_de_moveis.jpg

Volume de venda de móveis sobe 4,2% entre janeiro e agosto

Em agosto de 2019, o volume de vendas do comércio varejista nacional mostrou variação de 0,1%, frente ao mês imediatamente anterior, na série livre de influências sazonais, registrando o terceiro mês de crescimento consecutivo, período que o varejo acumulou ganho de 1,2%.

O volume de vendas do comércio de móveis registra o segundo mês consecutivo de alta em comparação com iguais meses de 2018. Em julho a alta chegou a 9,75% mas recuou para 3,7% a expansão em agosto. A taxa de agosto fez o índice acumulado no ano recuar de 4,3% até julho para 4,2% até agosto. Porém, ambas as taxas são melhores do que a apresentada no acumulado do primeiro semestre, que era de 3,4%. Efetivamente há uma curva ascendente na venda de móveis, observada pelos resultados da taxa anualizada. Nos 12 meses encerrados em junho, havia queda de 0,4%; em no período encerrado em julho a alta era de 1,0% e em agosto subiu para 1,6%. São evoluções pequenas mas que tendem a se fortalecer com a chegada do último trimestre.

Os resultados são melhores quando se analisa os indicadores de receita nominal de venda de móveis. Em agosto, na comparação com igual mês do ano passado, a receita aumentou 6,6%, acumulando alta de 7,7% nos primeiros oito meses do ano. A taxa anualizada, nesta base de comparação, registra expansão de 4,6%, pouco mais do que a taxa de 12 meses encerrada em julho, que foi de 3,9%.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato