amazon_live_(2).jpg

Amazon incorpora vídeo ao vivo em grandes dias de compras

A Amazon aproveitou a Black Friday e a Cyber Monday para fazer transmissões ao vivo por meio de vídeos exibidos na parte superior da sua página de ofertas, exibindo demonstrações de produtos e “ofertas relâmpago”. Esse tipo de vídeo vem ganhando espaço nos últimos anos, principalmente na China, onde se tornou uma das maiores estratégias de marketing no maior dia de compras do país, o Dia do Solteiro.

Embora a Amazon esteja incentivando mais marcas a testarem o Amazon Live, ainda não se tornou um fator extraordinário de vendas durante grandes feriados comerciais como a Cyber ​​Monday. Em que os vídeos também foram compartilhados na página inicial da Amazon, abaixo das seções que destacam as ofertas das “principais marcas”.

De acordo com a empresa, este é o terceiro ano em que ela usa transmissões ao vivo na Black Friday e na Cyber ​​Monday para destacar negócios, e enquanto alguns vídeos são pré-gravados, a maioria deles é transmitida ao vivo. A empresa se recusou a compartilhar dados sobre quantas pessoas assistem às transmissões nessas datas.

Analistas e agências que trabalham com a varejista pensam que o Amazon Live pode ser uma maneira promissora de ajudar os clientes a cortar o número de negócios durante grandes feriados comerciais, como Prime Day e Cyber ​​Monday. Mas eles disseram que a Amazon ainda precisa fazer mais para convencer as marcas de que irá impulsionar as vendas, e é uma área digna de seu investimento, juntamente com anúncios de exibição e pesquisa padrão.

"A Amazon está tentando mostrar muitas coisas para muitas pessoas", disse Mark Power, fundador e CEO da agência de mercado Podean. "O Amazon Live ainda é uma área que precisa ser comprovada."

Além do Amazon Live, em que a própria empresa produz os vídeos e pode vender patrocínios (eles não divulgam o valor com exatidão), existe o Amazon Creator App em que as marcas podem criar seu próprio livestream de graça.

Na China, as marcas usam transmissões ao vivo em plataformas como Tmall e Taobao para dar aos espectadores acesso a ofertas exclusivas de produtos, além de responder a perguntas sobre produtos em tempo real. É outra maneira de gigantes do comércio eletrônico, como Alibaba e Amazon, convencerem as marcas a gastar mais em um novo tipo de conteúdo, ajudando os clientes a descobrirem novos produtos e, posteriormente, convencendo-os a comprá-los.

Kiri Masters, CEO da consultoria Amazon Bobsled Marketing, disse que viu um aumento nos e-mails da empresa incentivando os vendedores a testar suas primeiras transmissões ao vivo antes das duas grandes datas de venda, enfatizando que os vídeos ao vivo são uma ferramenta útil para a descoberta de produtos.

O número de vendas obtidas pelas marcas com o uso do Amazon Live também não foi divulgado, mas, de acordo com o pitch deck obtido pelo Ad Age na semana passada, a empresa afirmou que uma marca de beleza em destaque no livestream “sofreu um aumento de 103% nas vendas durante o horário em que foram exibidas no Amazon Live, em comparação com as vendas médias por unidade por hora no Prime Day”. A plataforma também alegou que várias outras marcas não nomeadas viram um aumento de 58% a 110% nas vendas durante o horário em que seus produtos foram apresentados.

Juozas Kaziukėnas, CEO da empresa de pesquisa Marketplace Pulse, disse que a transmissão ao vivo da Amazon tem poucos atrativos para incentivar os espectadores a assisti-la por mais que alguns segundos, faltando também a presença de influenciadores de outras plataformas populares, como YouTube, Instagram ou celebridades.

Enquanto isso, o Alibaba incentivou mais marcas a usar a transmissão ao vivo antes do Dia do Solteiro como uma forma de impulsionar as pré-vendas, oferecendo aos espectadores acesso antecipado a ofertas.

Apesar do início lento, parece que o Amazon Live continuará fazendo parte da estratégia de vendas para os próximos feriados. Segundo as informações recebidas pelo Ad Age, a norte-americana procura vender patrocínios para vídeos até o primeiro trimestre de 2020, programados para eventos como Dia dos Namorados e Semana da Moda de Nova York.

"A Amazon tem dezenas de milhares de acordos em andamento em um determinado momento e pode ser ouvido para fechá-los", disse Kaziukėnas. "Acho que seria muito mais impactante se a transmissão ao vivo da Amazon estivesse disponível no YouTube, ou em alguns canais de TV ou nos canais de vídeo do Amazon Prime".

 

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato