compra_online.jpg

Loja online de móveis facilita crediário para negativados

Facilita Móveis é, justamente, o nome da loja online que pretende facilitar o crediário para os clientes que estão negativados. Um dos maiores problemas para quem está com restrição no CPF é a falta de crédito no mercado, por isso que a nova loja de móveis pretende fazer com que essas pessoas possam continuar comprando e não sofram com as restrições na hora de mobiliar sua casa.

Para adquirir algum produto da loja, basta navegar pela página. Logo depois, quando se escolhe o móvel desejado, efetua-se a reserva do pedido, fornecendo uma pequena entrada. Aliás, essa entrada só precisará ser paga no ato da entrega do produto.

É preciso fazer um cadastro na página da loja. Nele deverão ser fornecidas algumas informações pessoais, dados para contato e endereço para entrega.

Segundo a empresa, é oferecido: “Crédito descomplicado, sem interrogatório e direto pelo celular ou computador”. E a Facilita Móveis ainda garante que não efetua consulta ao SPC e Serasa, liberando, desse modo, o crediário para negativados.

No entanto, vale a ressalva de que o crediário da empresa não funciona sob a modalidade de carnê, como ocorre em diversas lojas do gênero. Na verdade, o sistema de pagamento é por nota promissória.

Na entrega do produto, deve ser paga uma entrada. O saldo restante do valor do produto pode ser pago em até 15 vezes.

Caso o comprador não pague a nota promissória na data correta, a promissória será então protestada em cartório.

leia: COMO AJUDAR CLIENTES EM DIFICULDADE DE CRÉDITO

Comprando móveis no crediário

O fato de o crediário não ser no tradicional carnê, é outro ponto importante a ser ressaltado. Pois, normalmente, empresas que oferecem a possibilidade de se abrir crediário e pagar no carnê, tendem a possuir uma maior burocracia. A série de verificações e exigências naturais no processo, costumam ser um entrave na hora de abrir o crediário.

Mas também vale ressaltar aqui que, não se deve enganar acreditando que a cobrança será menos dura em caso de inadimplência, a empresa pode precisar cobrar a dívida na Justiça.

(Com informações da Folha Go!)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato