Sebastian_Doerken_2.jpg

Móveis sobre rodas podem otimizar espaços

Numa época em que o espaço se torna cada vez mais limitado e as pessoas passam mais tempo em casa, a flexibilidade apresenta-se como uma estratégia subutilizada nos projetos internos. Com móveis flexíveis, os residentes podem otimizar a metragem quadrada e remodelar facilmente as configurações de acordo com requisitos específicos e as necessidades de mudança. A seguir, discutimos os benefícios e variações dos móveis sobre rodas, encerrando com 7 projetos exemplificando sua aplicação prática e criativa.

Foto: Horacio Virrisimo

Móveis com rodas podem ser feitos de várias maneiras e utilizar diversos materiais. Sua escolha normalmente deverá atender às necessidades de seu contexto específico. Em espaços menores, móveis sobre rodas podem ser integrados a outros móveis ou mesmo embutidos nas paredes, otimizando o aproveitamento de um espaço limitado. Em áreas maiores, o mobiliário pode não ser tão específico, mas manter o mesmo nível de flexibilidade pode ser altamente eficaz para espaços criativos, como estúdios ou salas comuns de escritórios. Com um alto nível de manobrabilidade, assentos e mesas podem ser rapidamente arrumados, removidos e, em seguida, reorganizados a qualquer momento. Essa estratégia também facilita a limpeza de espaços desgastados pelo uso frequente e altas taxas de ocupação.

leia: THREESPINE GARANTE MONTAGEM DE MÓVEIS SEM PARAFUSOS

Além disso, com pesquisas adequadas, móveis sobre rodas oferecem uma oportunidade incomum para a reciclagem criativa. Os projetistas podem reutilizar rodas de carrinhos de mão ou até bicicletas para obter a estética desejada. No entanto, eles devem sempre considerar o material das rodas - borracha, metal ou poliuretano - e o material do piso para garantir que a mobília possa deslizar suavemente, o que nem sempre é o caso dependendo dos materiais escolhidos.

 

Foto: D Murali

Abaixo listamos 7 exemplos de projetos que utilizam móveis sobre rodas, destacando como essa solução pode ser usada em uma variedade de maneiras imaginativas diferentes.

 

Cornell University AAP Furniture / CL3 / Lim + Lu

Esta série de móveis de 12 peças, projetada por CL3 e Lim + Lu, inclui sofás coloridos, mesas de centro e prateleiras em carrinhos de mão altamente manobráveis. Eles estão localizados no escritório de Manhattan da Faculdade de Arquitetura, Arte e Planejamento da Cornell University, e as empresas de design comissionadas são ambas lideradas por ex-alunos da instituição. Além da relação do carrinho de mão com o contexto da cidade de Nova York do local, a colocação dos móveis sobre rodas permite que seja facilmente movido e girado quando não estiver em uso, ou reconfigurado para facilitar as discussões, utilizar prateleiras ou superfícies de acesso. Além disso, grande parte da mobília pode ser rotacionada para criar funções inteiramente próximas, como palcos ou assentos mais altos.

Fotos: Nirutbenjabanpot / Garrett Rowland

 

Rubikum For Three Apartment / ARHITEKTURA / OFFICE FOR URBANISM AND ARCHITECTURE

Este apartamento para três em Ljubljana, na Eslovênia, contém um balcão amplo e um grande sofá sobre rodas de metal industriais. Estas duas peças de mobiliário, foco central da sala, permitem aos proprietários reorganizar rapidamente o espaço de acordo com a sua variedade de necessidades e área limitada. Segundo os arquitetos, seus clientes planejavam praticar ioga, treinar seu cachorro e organizar eventos sociais, noites de cinema e jantares, tudo nesse espaço único. Para eles, portanto, a flexibilidade era uma necessidade melhor alcançada por móveis sobre rodas.

Foto: Miram Kambic

 

Assemble Studio / Assemble

Assemble, um estúdio em Northcote, Austrália, projetou e fabricou suas próprias mobílias móveis a acomodar a flexibilidade necessária para seu processo criativo e colaborativo. Como uma empresa que não só trabalhava em projetos de design, mas também organizava eventos e workshops, era imperativo tornar os móveis facilmente manobráveis, objetivo que eles alcançaram colocando todos os móveis feitos sob medida em rodízios.

Foto: Tanja Milbourne

 

Bagritsky / Ruetemple

Esta reforma de apartamento utiliza móveis sobre rodas em sete módulos: quatro poltronas, dois pufes e uma mesa de centro. Estas peças foram pensadas para ir de encontro às necessidades de uma família com dois filhos, permitindo que a sala de estar seja remontada de acordo com os vários eventos sociais e familiares: ver filmes em família, jogos de tabuleiro, receber convidados, etc. Essa dimensão divertida e flexível do design do apartamento acompanha uma série de outros itens de mobiliário projetados para facilitar o jogo, incluindo um conjunto de escalada, rede, mini-casas e lousas de desenho.

Fotos: Ruetemple

 

57 Drawers / Alexey Rozenberg

Este apartamento utiliza um único objeto de mobília sobre rodas, em vez de um conjunto reconfigurável de módulos. Este balcão de bar sobre rodas personalizado foi concebido para se deslocar facilmente ao longo da cozinha, funcionando como uma mesa de trabalho adicional ou mesa de serviço que pode acompanhar o utilizador ao longo do balcão ou ao redor da cozinha. Este elemento manobrável é extremamente útil para qualquer pessoa que esteja cozinhando ou trabalhando na área.

Foto: Konstantin Dubovec

 

A917 Corporate Headquarters In Pisa / nuvolaB architetti associate

Outro exemplo corporativo, este escritório em Pisa, Itália, está centralizado em uma única grande unidade de móveis contendo um arquivo, um pequeno laboratório, paredes e prateleiras. Dentro desta unidade, três grandes mesas sobre rodas podem ser removidas para adicionar espaços de trabalho adicionais no piso inferior, quando necessário. Esta estratégia de design permite que o nível inferior seja mantido aberto e acessível na maioria das vezes, mas também permite que ele seja facilmente modificado quando espaço extra é necessário.

Foto: Divulgação nuvolaB architetti associate

 

*Artigo de Lilly Cao traduzido por Eduardo Souza, do archdaily.com.br

 

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato

Você já conhece e segue nossas redes sociais?