prima-4.png

Movimento no varejo de móveis e eletros sobe 0,7% em 2019

O índice que mede o movimento do comércio varejista no Brasil fechou 2019 com expansão de 1,7%, a terceira consecutiva, conforme dados apurados pela Boa Vista. No entanto, as vendas encerraram dezembro com queda de 2,5% em relação a novembro (alta de 2,3%), mas subiram 0,8% em relação ao último mês de 2018.

A despeito da retração observada em dezembro no confronto com o mês anterior, a equipe econômica da Boa Vista ressalta em nota que as concessões de crédito com recurso livres ao consumidor vêm mantendo ritmo de crescimento. Além disso, acrescenta que a inflação sob controle e a liberação dos recursos do FGTS no ano passado deram sustentação ao avanço do setor na comparação interanual nos últimos meses de 2019.

Entretanto, a retomada lenta do emprego e o pouco crescimento da renda estão elevando o nível de endividamento do consumidor e do comprometimento dos rendimentos, resultando, consequentemente, em risco de aumento da inadimplência.

Porém, “ao menos em curto prazo, o cenário para o movimento do comércio continua sendo de recuperação gradual, que tende a se repetir ao longo de 2020”, estima a Boa Vista.

A queda de 2,5% do comércio varejista em dezembro ante novembro, conforme a instituição, foi puxada pela categoria de Móveis e Eletrodomésticos, que apresentou recuo de 4,7%, após alta de 5,2%, com ajuste sazonal. Nos dados sem ajuste sazonal, ao longo de 2019 o segmento cresceu em torno de 0,2%.

(Com informações da Agência Estado)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato