losing-market-share.jpg

Produção de móveis fecha o segundo ano em queda

O IBGE acaba de divulgar os dados sobre os indicadores de produção de móveis em 2019. E pelo segundo ano consecutivo o volume recua. Em 2018 foi -0,3% e ano passado a queda foi menor (-0,1%), porém ainda não foi o ano da recuperação como se projetava em janeiro quando a produção subiu 6,1% na comparação com dezembro, mesmo índice na comparação com janeiro de 2018. Em fevereiro ainda foi registrada alta na comparação com igual mês do ano anterior, mas o recuo de 4,1% sobre o mês de janeiro dava mostras de que 2019 não seria um ano fácil para a indústria de móveis.

A produção de dezembro, de -4,6% em relação a novembro, deixou o ano em terreno negativo mais uma vez.

A pesquisa mensal do IBGE mostra o declínio do sucesso no último trimestre: alta de 0,1% até outubro, 0% em novembro e -0,1% em dezembro. No período de 2014 a 2019 o recuo da produção de móveis no Brasil alcançou 24,3%.

Embora estes números já tenham sido contabilizados e absorvidos pela indústria, resta agora apenas a expectativa de um ano melhor em 2020.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato