2_(2).jpg

Produção recua quase 4% em agosto e piora resultado do ano

A oscilação nos números de produção de móveis observada ao longo de oito meses deste ano deixa antever que a indústria moveleira pode fechar mais um ano no vermelho, ou seja, com queda na produção em relação ao ano anterior. Em agosto, na comparação com o mês imediatamente anterior, o recuo chegou a 3,9%, revertendo a alta de 0,8% verificado em julho na mesma base de comparação.

O resultado de agosto, na comparação com agosto do ano passado é ainda pior, queda de 4,5%. E, note que agosto de 2018 já havia registrado queda de 2,7% em relação a igual mês de 2017. Portanto, a base de comparação não era positiva, o que acentua a dificuldade de avançar a produção.

Os primeiros oito meses de 2019 apontam queda de 2,3% nos níveis de produção comparada com igual período de 2018. Em julho, nesta base de comparação, o recuo era menor, de 1,8%. A taxa anualizada, segundo os dados divulgados nesta terça-feira, 1º de outubro, é de -3,9%, pouco menor do que -4,5% verificados em julho.

Veja abaixo o gráfico de produção de móveis mês a mês em 2019:

 

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato