banco_de_moveis.jpg

Projeto de prefeitura gaúcha pode incentivar compra de móveis

A Prefeitura de Parobé, no Rio Grande do Sul, criou um banco de móveis, destinado às famílias de baixa renda ou que sofreram alguma perda repentina em eventos adversos como enchentes e incêndios. Quem tiver equipamentos para doação pode ligar para o Gabinete do Prefeito, para que uma equipe faça o transporte dos itens com um caminhão.

"Quem tiver algum móvel, em condições boas para uso, pode nos contatar. Esses móveis podem ser extremamente úteis para famílias que não possuem condições", destaca o prefeito Diego Picucha.

O projeto de Parobé deveria servir de modelo para incentivar outros municípios a adotar iniciativa semelhante. Quem tem móvel usado e pretende comprar um novo sabe das dificuldades em se desfazer do usado.

Projetos como esse tem o mérito, por um lado porque proporciona melhores condições de vida para a população que têm menos condições de comprar um móvel novo, e de outro lado, é um estímulo para substituição dos móveis usados.

Uma boa ideia que a Abimóvel deveria propagar entre as prefeituras brasileiras.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato