stairs-future.jpg

Reino Unido adota medidas históricas de apoio às empresas

O Reino Unido divulgou novas medidas para apoiar empregos e empresas durante a crise do coronavírus, incluindo a promessa de cobrir os salários dos trabalhadores, o adiamento do pagamento do IVA e empréstimos para as pequenas e médias empresas (PME).

O Programa de Retenção de Emprego de Coronavírus permitirá que qualquer empresa acesse uma doação para cobrir a maior parte dos salários das pessoas "que não trabalham, mas são mantidas na folha de pagamento, em vez de serem demitidas". O programa cobrirá 80% do salário dos trabalhadores, até um total de 2.700 euros por mês. O período começa em 1º de março e ficará aberto por pelo menos três meses.

O governo também adiou o próximo trimestre dos pagamentos do IVA, portanto as empresas não terão que pagar a partir de agora até o final de junho e terão até o final do exercício financeiro para pagar o valor adiado.

Hoje, o governo lançou também o programa de empréstimos por interrupção de negócios por causa do coronavírus, concedendo às PME empréstimos de até 5 milhões de euros, enquanto o Covid Corporate Financing Facility do Banco da Inglaterra disponibilizará linhas específicas para grandes empresas aumentarem o capital de giro.

Essas medidas complementam as estratégias existentes para ajudar as empresas a sobreviver nas próximas semanas e meses, incluindo empréstimos sem juros, a abolição de 12 meses das taxas de hotelaria, varejo e lazer e doações em dinheiro para pequenas empresas.

(Com informações Furniture News)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato