close-up-of-man-explaining-business-analytics-to-his-female-colleague-with-a-graph-on-whiteboard.jpg

Repasse de preço das indústrias de móveis perde força em maio

Depois de bater em 3% em fevereiro na comparação com o mês anterior, os preços de móveis na indústria foram perdendo força nos meses seguintes e em maio já registraram recuo de -0,29%, aponta a pesquisa mensal do IBGE.

O Índice de Preços ao Produtor (IPP), que mede os preços de produtos “na porta de fábrica”, sem impostos e fretes, subiu 8,33% no acumulado de janeiro a maio, pouco menos do que o percentual verificado até abril, que era de 8,64%.

Também a taxa de 12 meses do IPP encerrados em maio é menor do que a de abril, respectivamente 27,73% ante 28,59%.

leia: MV DE JUNHO MOSTRA A EXPANSÃO DO VAREJO FÍSICO E DIGITAL NO SETOR

Os números mostram que há uma acomodação dos preços na indústria, embora inda existam movimentos de alta em algumas matérias-primas e insumos utilizados pelo setor moveleiro.

Veja abaixo a evolução de preços no acumulado do ano, em 2021:

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato