vendademoveis.jpg

Venda de móveis sobe em abril na comparação com março

Em abril de 2019, o volume de vendas do varejo recuou 0,6%, frente a março, na série com ajuste sazonal, após ficar estável em março (0,1%) e fevereiro (-0,1%). A média móvel trimestral variou -0,2%, eliminando o aumento registrado em março (0,2%). Frente a março de 2018, o comércio varejista avançou 1,7%, após recuo de 4,4% em março. O acumulado no primeiro quadrimestre foi 0,6%. O acumulado nos últimos 12 meses (1,4%) manteve-se estável em relação a março (1,3%).

O volume de venda de móveis se descolou da média do varejo e cresceu 0,7% na comparação com março, o primeiro resultado positivo nesta base de comparação este ano. Na comparação com igual mês do ano passado a alta é de 4,6%, revertendo a queda de 3,7% verificada nesta mesma base de comparação em março. Com o resultado mais positivo em abril, o volume de venda de móveis acumulado nos primeiros quatro meses deste ano soma 1,4%. Este resultado também melhora o desempenho do setor nos últimos 12 meses. Em março, a taxa anualizada era de -2,9% e agora é de -2,6%, 0,3 ponto percentual menor.

Em receita nominal de vendas o resultado é ainda melhor. Na comparação com março a alta é de 0,9% e em relação a abril do ano passado a alta é de 8,5%. Nos primeiros quatro meses deste ano a receita com venda de móveis aumentou 5,3%, bem mais do que ocorreu com o setor correlato no varejo (eletrodomésticos) que aumentou apenas 1,7% no período.

Entretanto, a melhora de abril ainda não tirou o setor do quadro negativo quando se analisa o comportamento anualizado. Embora tenha melhorado em relação a março (-0,9%), abril registrou -0,3%. Ainda para efeito de comparação, eletrodomésticos tem uma taxa anualizada de -,09% até abril.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato