varejo_fisico.png

Vendas no varejo físico apresentam crescimento no Natal

O crescimento na venda do varejo físico foi de 2,8% no Natal de 2021 se comparado com o do ano anterior, de acordo com dados do Serasa. A entidade também relembra que no ano de 2020 houve queda no setor.

O Indicador de Atividade do Comércio da Serasa Experian mostra um aumento significativo depois da queda considerável que aconteceu em 2020, o primeiro ano de pandemia. Os registros de 2020 marcaram uma baixa histórica, a maior desde o início da série, a queda foi de 10,3% em comparação às compras de varejo de 2019.

Ainda de acordo com as informações do Serasa, essa diferença é resultado das políticas de isolamento social que estavam em vigor no final de 2020 e o aumento do número de compras pela internet.

leia: VAREJISTAS APOSTAM NO COMÉRCIO EXTERIOR POR CONTA DA CRISE

Para o economista da Serasa Experian, Luiz Rabi, o avanço da vacinação contra a Covid-19 no país é um dos principais responsáveis pela volta das reuniões familiares que desencadeia a necessidade de ir às compras de fim de ano. “Em 2020, com o primeiro ano de pandemia muitas pessoas evitaram as festas devido ao isolamento social, sendo assim qualquer tipo de aquisição foi evitada. Já neste ano, a população brasileira voltou com a comemoração natalina e os consumidores retomaram as lojas com mais força para fazerem suas compras” explica o economista.

O indicador considerou os resultados das vendas dos dias 17 ao dia 19 de dezembro de 2021 comparados aos dias 18 a 20 de dezembro de 2020.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato

Você já conhece e segue nossas redes sociais?