Abimóvel e Apex renovam projeto Brazilian Furniture até 2023

A manhã desta quinta-feira (11) foi marcada por mais um importante acontecimento para o setor moveleiro e a indústria nacional: uma comitiva da ABIMÓVEL - Associação Brasileira das Indústrias do Mobiliário - esteve em Brasília (DF) para a assinatura da renovação do convênio da entidade com a Apex-Brasil - Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos. Idealizadores conjuntos do Projeto Brazilian Furniture, de fomento à exportação de móveis, a parceria foi oficialmente renovada para o biênio 2021-2023.

Com foco na expansão dos negócios e na internacionalização da indústria moveleira nacional por meio de três importantes pilares — “melhoria da competitividade, design integrado à indústria e sustentabilidade" —, a nova fase do projeto foi ampliada, passando a contar com a participação de mais de 170 empresas associadas e contemplando cerca de 60 ações (presenciais, híbridas e virtuais). Entre as atividades previstas estão: participação em Missões e Feiras internacionais, Projeto Comprador, Projeto Vendedor, Projeto Imagem, Expo 2021/2022, ações de inteligência comercial e prospecção de mercado.

E, por falar em prospecção, a ABIMÓVEL já divulgou o ranqueamento atualizado de mercados-alvos do Brazilian Furniture para este ano. Entre os países prioritários estão Alemanha, Chile, Emirados Árabes, Estados Unidos, México, Peru, Reino Unido e o Canadá, que aparece como a novidade da lista. Colômbia, França, Índia, Itália e Panamá também são elencados como mercados potenciais.

leia: PREÇOS DE MÓVEIS NA INDÚSTRIA AUMENTARAM 21% EM 2020, DIZ IBGE

Resultados expressivos e perspectivas ainda maiores

Além de comprovar a ascensão do setor moveleiro e a prosperidade dos negócios internacionais na área, a renovação do convênio entre a ABIMÓVEL e a Apex-Brasil valida, mais uma vez, os consistentes resultados alcançados pelo projeto nos últimos cinco anos. Mesmo em um período conturbado para o comércio exterior — com as limitações impostas pela pandemia mundial —, o Projeto Brazilian Furniture alcançou no ano passado números bastante expressivos, acumulando crescimento de 47,3% em exportações entre 2018 e 2020. Em termos de empresas apoiadas pelo projeto, o aumento foi de 30,5%, enquanto o número de empresas exportadoras beneficiadas cresceu 42,3% no período.

“É importante reafirmarmos que o Projeto Brazilian Furniture é fruto da competência e do trabalho incansável da equipe da ABIMÓVEL e do time da Apex-Brasil, que caminham de mãos dadas em prol de nossas indústrias”, reforça Maristela Cusin Longhi. “Mais do que nunca, esta parceria representa a força e a resiliência da indústria moveleira nacional, com o Brazilian Furniture exercendo um papel fundamental como mecanismo impulsionador de novos começos e possibilidades de negócios ao redor do mundo. Vencendo, assim, um dos momentos mais marcantes da história”, completa a presidente da ABIMÓVEL.

Além da presidente, também participaram da comitiva da ABIMÓVEL à Brasília: Irineu Munhoz, 1º vice-presidente; os também vice-presidentes Sérgio Luiz Braga e Esther Cuten Schattan; e a diretora-executiva da entidade, Cândida Cervieri. Representando a Apex-Brasil, estiveram presentes o presidente da instituição, Sergio Segovia Barbosa; o diretor de negócios, Augusto Pestana; o diretor de gestão corporativa, Edervaldo Teixeira de Abreu Filho; a gerente de indústria e serviço, Maria Paula Velloso; e o gerente do gabinete da presidência, Odilon Leite.

“A parceria entre Apex-Brasil e ABIMÓVEL vem de longa data e tem obtido excelentes resultados no apoio à inserção internacional das indústrias de móveis brasileiras. No último ciclo, o Brazilian Furniture apoiou 187 empresas que foram responsáveis por 42% das exportações do setor moveleiro nacional. Esta é uma indústria que demonstrou, durante a pandemia, ter grande resiliência e força. Neste novo ciclo do projeto, assinado hoje, 11 de fevereiro de 2021, buscamos aprimorar ainda mais este trabalho e reforçar a presença brasileira no mercado internacional”, fala o presidente da Apex-Brasil. Ele ainda reforça: “Queremos que os móveis brasileiros sejam cada vez mais reconhecidos internacionalmente por seu design, qualidade, inovação e sustentabilidade.”

Veja mais detalhes sobre as ações previstas para essa nova fase do projeto no vídeo que aparece no topo da reportagem.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato