Notícias

Móveis voltam a ter deflação

Em 12 meses, os preços de móveis registram queda de 0,92% ante um IPCA-15 médio de 4,73%


O Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo 15 (IPCA-15), medido pelo IBGE, teve variação de 0,15% em março, bem menos do que os 0,54% de fevereiro. Desde março de 2009, quando o índice se situou em 0,11%, não há registro de resultado mais baixo para os meses de março. Ademais, considerando os resultados mensais, essa foi a menor taxa desde agosto de 2014, com o IPCA-15 em 0,14%. O IPCA-E, que se constitui no IPCA-15 acumulado por trimestre, situou-se em 1,00%, abaixo da taxa de 2,79% relativa aos três primeiros meses de 2016. Em relação aos últimos doze meses, o índice desceu para 4,73% e ficou abaixo dos 5,02% registrados nos 12 meses imediatamente anteriores. Em março de 2016, a taxa foi 0,43%.

 

O item mobiliário, que havia ensaiado uma retomada de preços em janeiro e fevereiro, voltou a registrar deflação em março com -0,14%. Apenas o segmento de móveis para sala registrou leve tendência de alta (0,06%). Mas o item mobiliário ainda está em terreno positivo no acumulado dos três primeiros meses deste ano com 0,58%. A maior elevação vem do segmento de móvel para quarto com 1,51%. Em 12 meses, os preços de móveis registram queda de 0,92% ante um IPCA-15 médio de 4,73%. O pior resultado vem do segmento de colchão com -4,02%.

 

Veja abaixo quadro completo do IPCA-15 de março:

 




Continue recebendo as melhores informações do setor moveleiro

ASSINE NOSSA NEWS