IMG-LOGO

Mudanças no Sped impactam softwares de gestão

Por Jeniffer Oliveira - 11 de Dezembro 2017 2327 Views
17032017-125401_foto1.jpg

Em 2018, o Sistema Público de Escrituração Digital (Sped) começa a operar em novo sistema. A Escrituração Fiscal Digital de Retenções e Outras Informações Fiscais (EFD-Reinf) vai passar a abarcar as informações que hoje são exigidas na Declaração do Imposto de Renda Retido na Fonte (Dirf), na Guia de Recolhimento do FGTS e de Informações à Previdência Social (Gfip) e da Contribuição Previdenciária sobre a Receita Bruta (CPRB).  A plataforma contempla todas as retenções do contribuinte sem relação com o trabalho, como PIS, Cofins, Imposto de Renda, CSLL e INSS.

 

Por determinação da Secretaria da Fazenda, o novo Sped passa a ser obrigatório a partir de janeiro para as  empresas que faturam acima de R$ 78 milhões e a partir de julho para as demais. A contabilidade fiscal das empresas precisa se adequar as novas normas e os sistemas de ERPs (sigla em inglês para Planejamento de Recursos Empresariais) já estão sendo ajustados para a nova demanda.

 

As empresas de software de gestão se apressam em adaptar sistemas para atender a nova norma.  A Promob Software Solutions, empresa líder em softwares para o setor moveleiro, prepara as alterações necessárias já para o final deste mês.  “Isso vai possibilitar que os clientes entrem em janeiro de 2018 realizando os lançamentos no sistema de forma adequada  para a entrega do Sped em fevereiro”, prevê o diretor da Promob, Edgar Marconi.

 

Janeiro de 2018 é o primeiro mês de competência da EFD-Reinf. Contudo, o prazo de encerramento de informações para o encaminhamento dessa escrituração fiscal digital será no dia 15 do mês subsequente. Em caso de descumprimento da norma, as multas podem variar de R$ 500,00 a R$ 1.500,00.

 

A atualização das soluções em gestão torna-se essencial diante de tal mudança para garantir a adequação frente à nova legislação. A empresa deve contar com profissionais especialistas em implantação e suporte para não correr riscos de falhar com as entregas e cumprimento de prazos.

Comentários