Trabalhadores-recebem-Beneficio-de-Preservacao-do-Emprego-e-Renda-min-1.jpeg

Programa de preservação de emprego sai “a qualquer momento”

"Estamos renovando o programa de preservação de emprego, a qualquer momento será lançado", disse o ministro Paulo Guedes.

O ministro da Economia, Paulo Guedes, reafirmou nesta terça-feira (06) que a equipe econômica renovará várias medidas de proteção social na esteira da escalada de casos e óbitos em decorrência da pandemia da Covid-19 no país, ressaltando que a reedição do programa BEm, voltado à preservação de empregos formais, sairá em breve.

“Estamos renovando o programa de preservação de emprego, a qualquer momento será lançado. Foi um grande sucesso”, afirmou o ministro, em inglês, em videoconferência promovida pelo Itaú com investidores estrangeiros, em referência ao programa que no ano passado ofereceu complementação de renda a trabalhadores que tiveram redução temporária de salário e jornada ou suspensão de contrato.

Guedes lembrou que já foi anunciada prorrogação do pagamento de impostos (para o Simples Nacional) e que também haverá antecipação do pagamento do 13º para aposentados.

“Estamos repetindo o protocolo da última crise (primeira onda), mas com muito mais foco desta vez. Temos também substancialmente menos impactos fiscais que nós tínhamos antes”, acrescentou.

leia: DEMISSÃO EM MASSA É RISCO NO VAREJO SE MP NÃO FOR REEDITADA

Guedes disse ter observado uma “surpresa” na atividade econômica nos primeiros dois meses deste ano, com a criação de novos postos de trabalho no mercado formal, bem como dados positivos para arrecadação no bimestre e no mês de fevereiro.

O país abriu 401.639 vagas formais de trabalho em fevereiro, segundo o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), e 258.141 vagas em janeiro.

Já do lado da arrecadação, no acumulado dos dois primeiros meses do ano, a arrecadação avançou 0,81% em termos reais, a 308 bilhões de reais, melhor resultado para o período desde 2000.

“Nós temos bons sinais com respeito a como a economia está se comportando, principalmente considerando os meses de janeiro e fevereiro, em que nós não tínhamos nenhum tipo de concessão financeira sendo fornecida e ainda sim apresentou resultados muito bons.”

(Com informações do InfoMoney)

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato