vacine.jpg

Uma vacina contra a grande confusão no mercado de colchões

No ano passado o mundo “virou de cabeça para baixo” e até agora ainda estamos tentando entender o que está acontecendo – e aprendendo a lidar com as mudanças, que parecem ser cada vez mais repentinas. E, para tentar compreender um pouco mais do que acontece e o que pode ser esperado pelo setor de colchões, a Móveis de Valor procurou entidades, fornecedores e fabricantes. Mas, uma coisa todo mundo que acompanha esse mercado já sabe, ficou mais caro produzir e os consumidores estão mais atentos quanto à qualidade do sono.

Sem querer bater sempre na mesma tecla, é evidente que a pandemia trouxe novos hábitos e um olhar mais atento para dentro de casa. “Mais tempo em casa, mais tempo para olhar para dentro, em todos os sentidos, nos forçou a refletir e a comprovar que não há saúde mental se não houver educação do sono. Nunca na história precisamos tanto preservar a saúde mental como agora, e o colchão é um grande aliado para o sono reparador”, destaca Rogério Soares Coelho, presidente da Abicol (Associação Brasileira das Indústrias de Colchões).

Rogério também traça um panorama sobre... Leia mais.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato