IMG-LOGO

O que fazer quando os gigantes online entram no mercado físico?

Por Edson Rodrigues - 15 de Janeiro 2022 1514 Views

Meu caro lojista, hoje vou falar pra você que, com certeza está acompanhando a entrada de forma mais deliberada no mundo físico da Mobly e MadeiraMadeira, dois grandes e-commerces de móveis. A Westwings está seguindo o mesmo caminho. 

A mera menção de três gigantes online entrarem no universo de lojas físicas causa preocupação e um mau presságio para todos os varejistas de móveis do Brasil. Não importa seu tamanho, os varejistas com quem falo sempre parecem sentir que não podem competir com esses gigantes. Mesmo que possam, de certa forma é como um mosquito incomodando um elefante.

Quero desafiar esse pensamento não apenas como líder de torcida da indústria e do varejo, mas como alguém que acredita que lugar de comprar móveis é na loja física.

Sabemos que muitas transações começam digitalmente, mas a maioria das vendas é finalizada em uma loja física. Na sua loja! Mesmo com o avanço do comércio digital, pesquisas colocam essa porcentagem como 80% ou mais.

É verdade que MadeiraMadeira, Mobly e outros no espaço digital estão revolucionando a maneira como os varejistas fazem negócios. No entanto, à medida que eles procuram entrar no mundo das lojas de móveis, eles estão entrando diretamente no seu território, procurando maneiras de fazer o que você faz de melhor. Você percebe onde eu quero chegar dizendo isso? Talvez seja hora de ver seu negócio de varejo de móveis como um disruptor que tem o poder de atrapalhar os planos desses gigantes no mundo da internet.

Não significa que você ignore as ponto com; muito pelo contrário. Você precisa ter seus pés em todos os canais que levam a vendas e lucros. O que estou dizendo é que agora é a hora de fazer o que você faz melhor, melhor do que jamais fez. As lojas físicas que estão vencendo (e tem muitas pelo país inteiro) estão cientes da competição, mas estão se concentrando muito no que tornou as lojas físicas excelentes. É o contato do cliente que as comunicações eletrônicas não podem replicar.

Então, que tal se tornar a disrupção em vez de se ajustar aos disruptores? Desenhe a linha de ação que nenhuma entidade de ponto com, não importa que seja grande, vai fazer vendas de qualidade para os consumidores melhor do que você. É o melhor jogo que você pode jogar; é o que você sabe; é o que você faz de melhor. Não tente vencê-los em seu próprio campo. Vença-os no seu. Você pode.

 

Comentários