Se você quer ter lucro na sua empresa pense e aja como a Duratex

Em relação ao comentário anterior, sobre o efeito óleo de soja, muitos concordaram que está na hora de ocorrer um ponto de inflexão na indústria moveleira. Outros acham que é utopia, considerando que são milhares de indústrias, portanto difícil de haver consenso. Eu não gosto da palavra utopia, e na minha visão o que ocorre hoje é uma distopia e todo o esforço deve se concentrar na mudança do quadro atual. Quanto as milhares de indústrias, realmente são mais de 17 mil, mas apenas 1.400 – 8% – representam 82% do faturamento e são estas que fazem a diferença para os grandes varejistas de móveis.

Mas, independente de utopia ou distopia, já é fato que alguns setores estão adotando novos procedimentos quando o assunto é custos x preço. As fábricas de colchão, tradicionalmente, sempre procuraram absorver ao máximo a alta dos custos, antes de repassar os aumentos aos clientes. Porém, recentemente, em um levantamento realizado pela Móveis de Valor, a ampla maioria das indústrias colchoeiras afirmou que terá uma nova atualização para cima nas suas tabelas de preços.  Em média, até o final deste mês de fevereiro, o aumento dos preços de colchões somará expressivos 10% aos aumentos aplicados em 2020.

Se antes o estoque nos depósitos dos lojistas, o desaquecimento do mercado – ou ambos – segurava o repasse, agora, com a pandemia, a situação mudou. Agora, a alta recorrente nos preços e a baixa disponibilidade de alguns insumos é que passam a ditar as novas regras do jogo.

Aplausos para os colchoeiros que estão fazendo a sua parte. E sabe o que mais? O varejo em 2020 repassou 37% no preço dos colchões no País e em Belo Horizonte a remarcação chegou a 51%. E faltou colchões, ou seja, o consumidor comprou, até mais do que antes.

Veja: DEVEMOS ADOTAR ESTRATÉGIAS MAIS AGRESSIVAS PARA REAJUSTAR OS PREÇOS

E, cá entre nós: Em 2020 a Duratex bateu recorde de lucro. E o presidente, Antonio Joaquim de Oliveira, afirmou: “Este resultado é decorrente da bem-sucedida política de aumento de preços praticada” e o otimismo se justifica, segundo ele, pelas perspectivas de manutenção dos juros baixos, da facilidade de crédito ao consumidor, da demanda de materiais de construção, além da tendência de valorização da casa.

Então, se quiser que a sua empresa ganhe dinheiro, pensa e aja como a Duratex. Ela está certa, especialmente para seus acionistas que estão felizes da vida.

A propósito, os preços dos painéis da Duratex subiram de novo, 15% em janeiro...

 

 

 

 

 

 

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato