man-5522892_1280.jpg

Sono comprometido e rotina alterada são vilões da pandemia

Conforme publicamos na quinta-feira (24), a Solvis, especialista em realização de pesquisas, fez um estudo sobre os impactos da pandemia na nossa vida, seja pessoal como profissional. Começamos falando sobre o perfil dos entrevistados, o lado emocional e os relacionamentos (Se você não viu, pode ver aqui: PESQUISA REVELA QUAL O IMPACTO DA PANDEMIA NA VIDA PESSOAL)

Dessa vez, falaremos sobre os hábitos e a Covid-19, já que parece existir um novo estilo de vida dentro da pandemia, em que alimentação e sono tiveram grandes alterações, por exemplo. A ansiedade e as incertezas acabaram nos pegando desprevenidos e fazendo alterações na nossa rotina.

Hábitos

A pesquisa realizada pela Solvis quis ouvir de seus participantes como eles tem se sentido em relação aos hábitos de alimentação e bebidas, exercícios, cuidados e sono. Segundo o levantamento, a alimentação e os exercícios físicos foram os mais afetados, com as pessoas praticando menos esportes e se alimentando de uma forma não muito saudável, como você pode ver nos gráficos abaixo:

Perceba que a falta de disciplina é o que mais afeta a rotina de exercícios das pessoas, que se viram presas em casa e não conseguiram se adaptar aos treinamentos feitos em casa.

E se tem algo que está sendo bastante afetado nessa nossa “quarentena” é o sono. Quando dormir não é sinônimo de descansar, o corpo não responde do mesmo jeito, comprometendo as nossas atividades durante todo o dia.

Como todos já sabem, o isolamento social provocou uma restrição à circulação e a ideia de ficar em casa foi amplamente divulgada como uma forma de prevenção, evitando que o coronavírus se espalhe com mais facilidade. Portanto, se partirmos do princípio de que não precisamos usar dentro de casa as mesmas roupas que saímos e não é necessário gastar tanto tempo com rituais de beleza e cuidados pessoais para apresentar uma boa aparência em nossos compromissos sociais, os brasileiros passaram a adotar um dia a dia de “pijama e moletom”, deixando alguns hábitos de lado.

 

Agora, algo mais preocupante é o consumo de bebidas alcoólicas durante a pandemia, que teve crescimento e está servindo como escape para lidar com a montanha-russa de sentimentos, provocada por essas mudanças na rotina. Fica fácil entender tudo isso ao olhar para o gráfico abaixo, que traz até um certo equilíbrio, mostrando que são vários os fatores que estão levando as pessoas a consumirem mais álcool:

E, contrariando um pouco o que muitos diziam ou esperavam, a pandemia não está servindo para os brasileiros encontrarem novos hobbies. De acordo com a Solvis, “Apesar da oportunidade, apenas 31,3% realmente descobriu novas atividades de interesse ou hobbies”. Porém, os participantes indicaram algumas coisas que podem ser feitas para ajudar a manter o equilíbrio dos hábitos: cozinhar, ler e meditar.

Covid-19

Embora seja algo com que estamos convivendo há meses, o coronavírus ainda provoca medo e preocupação na maioria das pessoas, afetando diretamente o emocional. Só que o medo não está apenas em pegar o vírus, mas o de saber que seus entes queridos adoeceram ou que seus negócios não estão indo bem...

Para finalizar essa análise, a equipe da Solvis quis saber dos entrevistados o que tem aliviado o medo e a preocupação. “Os itens mais citados foram ficar em casa, manter o isolamento social, usar máscaras, assistir TV, manter a higiene, entre outras ações e comportamentos”.

Esta notícia é sobre a sua empresa? se cadastre e deixe seu contato